Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do proteoma foliar de plantas transgênicas de Nicotiana tabacum que expressam constitutivamente o gene Lhcb1*2 de ervilha

Processo: 08/03280-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Labate
Beneficiário:José Matheus Camargo Bonatto
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Fotossíntese   Tabacum   Proteômica

Resumo

O sistema coletor de luz (LHC) é o principal complexo de proteínas associado a carotenóides e clorofilas, localizado nas membranas dos tilacóides nas plantas. O LHC atua como um sistema antena e tem papel chave na captação de energia luminosa para a fotossíntese, possuindo assim um grande potencial biotecnológico. A energia luminosa é um fator importante na produtividade das plantas, entretanto, pode ser um fator de estresse causando a fotodestruição. Assim, as plantas no decorrer da evolução desenvolveram mecanismos de aclimatação e dissipação segura, evitando o excesso de energia. Segundo Labate et al, 2004, a alteração da estrutura do complexo protéico LHCII de tabaco foi obtida com a suplementação constitutiva do gene Lhcb1*2 de ervilha, aumentando a transcrição, tradução e importação da proteína nos cloroplastos. Porém, houve diversos efeitos pleitrópicos no nível anatômico, morfológico, bioquímico e fisiológico nessas plantas. Uma proteína muitas vezes não atua isoladamente, estando com freqüência envolvida em interações com outras, influenciando assim o metabolismo, sua regulação e as interações com outros processos metabólicos. Assim, a análise e comparação do proteoma das linhagens transgênicas de tabaco e o controle não transformado, pode indicar, as principais alterações na expressão gênica que ocorre entre essas plantas. Há diversas alterações na expressão de proteínas nessas plantas, como demonstra a figura 3. Analisaremos como o metabolismo foi perturbado pela expressão constitutiva de um gene fotossintético, e como os demais genes do metabolismo primário e desenvolvimento estão respondendo. O objetivo é comparar o proteoma foliar das plantas transgênicas com o controle e identificar as proteínas que alteraram sua expressão.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BONATTO, José Matheus Camargo. Consequências da expressão constitutiva do gene Lhcb1*2 de Pisum sativum em plantas de Nicotiana tabacum: impactos no proteoma foliar, montagem dos fotossistemas e influência no desenvolvimento vegetal. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.