Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos de sistemática molecular de colônias de triatomíneos utilizando genes mitocondriais

Processo: 10/02960-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Mauro Toledo Marrelli
Beneficiário:Daniel Pagotto Vendrami
Instituição-sede: Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Barbeiros   Triatominae   Filogenia   Genes mitocondriais   Marcador molecular

Resumo

Os insetos da subfamília Triatominae Jeannel, 1919 de Reduviidae (Hemiptera: Heteroptera: Reduviidae), também conhecidos como barbeiros, constituem um grupo amplamente distribuído pela região Neotropical que comporta hoje, 141 espécies ocorrentes e uma fóssil, distribuídas em 18 gêneros, são insetos hematófagos estritos em todas as fases da vida e, sendo alguns, reconhecidos vetores da Doença de Chagas. Essa enfermidade é considerada um dos mais importantes problemas de saúde na América Latina, com cerca de 12 a 14 milhões de indivíduos chagásicos, 60 milhões vivendo em risco e cerca de 20.000 caso/ano em 18 países da América do Sul e Central. Os objetivos desse projeto são: (1) Analisar a utilização dos marcadores moleculares: 16S e Citocromo oxidase B do DNA mitocondrial, em estudos filogenéticos e biogeográficos de Triatomíneos mantidos em colônias pelo Insetário de Triatominae da Faculdade de Ciências Farmacêuticas/UNESP/Araraquara, comparando com sequências dos mesmos genes disponíveis no GenBank, (2) Solucionar possíveis erros de rotulagem e/ou identificação de populações dessas colônias, (3) Contribuir para a solução de questões relativas ao status específico de membros da subfamília Triatominae. As sequências geradas serão alinhadas com sequências dos mesmos genes para outros triatomíneos e também de Arilus cristatus Linaeus, 1763 (Hemiptera: Reduviidae: Harpactorinae) (16S e CitB) e Oncerotrachelus sp. Stål, 1868 (Hemiptera: Reduviidae: Saicinae) (16S). As relações entre as espécies serão avaliadas pelos métodos de Distância (Neighbor Joining), Máxima Parcimônia e Máxima Verossimilhança. Resultados anteriores mostram a utilidade de 16S e CitB como marcadores moleculares de espécies e de populações de triatomíneos e sua importância em questões de sistemática e taxonomia. Estas colônias de triatomíneos consistem um importante acervo para pesquisa, fonte de material para estudos sistemáticos de triatomíneos, pois compreendem amostras significativas de várias populações triatomínicas da América, principalmente de espécies consideradas vetores principais do mal de Chagas como Triatoma infestans (Klug, 1834), Panstrongylus megistus (Burmeister, 1835), Rhodnius prolixus Stål, 1859 e Triatoma brasiliensis Neiva, 1911, permitirão também realizar análises comparativas entre populações recentes com populações que não são mais encontradas de várias localidades do Brasil que hoje se encontram erradicados. Algumas questões sistemáticas relativas à origem e relacionamento filogenético dos triatomíneos continuam em aberto; novos reagrupamentos serão necessários para que a Subfamília continue válida. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VENDRAMI, DANIEL PAGOTTO; CERETTI JUNIOR, WALTER; MARRELLI, MAURO TOLEDO. Analysis of mitochondrial cytochrome B oxidase gene suggests passive dispersal of the Panstrongylus megistus population in Brazil. JOURNAL OF VECTOR ECOLOGY, v. 39, n. 2, p. 441-444, DEC 2014. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.