Busca avançada
Ano de início
Entree

Descrição de uma possível mandíbula juvenil de Baurusuchidae (Crocodyliformes)do Cretáceo de Minas Gerais

Processo: 11/01539-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Paleozoologia
Pesquisador responsável:Max Cardoso Langer
Beneficiário:Pedro Lorena Godoy
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Sebecosuchia

Resumo

A mandíbula (região sinfiseal e parte anterior dos ramos mandibulares com dentes) objeto deste estudo foi coleada em rochas do Grupo Bauru (Cretáceo Superior), município de Campina Verde - MG, e associada à Baurusuchidae. Os caracteres que permitem associá-la à tal grupo fóssil de Crocodyliformes são: dentição zifodonte, grande extensão da sínfise mandibular, orientação sigmoidal das fileiras de dentes, orientação da margem anterodorsal da sínfise em um ângulo de aproximadamente 45º e presença de uma depressão longitudinal na região lateral do dentário. Como o presente material foi coletado na mesma localidade de outros espécimes de maior tamanho, pode-se, por associação topotípica, aventar sua associação a um espécime juvenil do mesmo táxon proposto para os outros espécimes. Desse modo, outro caráter observado, a presença de alvéolos procumbentes na região mesial da sínfise, é tentativamente relacionado às variações ontogenéticas do táxon. Tais variações serão analisadas e comparadas com outros táxons, permitindo uma interpretação do caráter à luz dos processos heterocrônicos. Há, na literatura, uma grande carência de estudos heterocrônicos com Crocodyliformes fósseis, sendo que mais trabalhos neste sentido são fundamentais para a melhor compreensão da evolução do grupo. Assim, o cunho heterocrônico do estudo proposto auxiliará no melhor entendimento das questões apresentadas acima, já que o status das diferentes espécies de Baurusuchidae será reavaliado à luz das variações ontogenéticas do grupo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)