Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicando o Modelo de Teste Estrutural para Programas Concorrentes em Java

Processo: 11/19051-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Paulo Sérgio Lopes de Souza
Beneficiário:Rafael Regis Do Prado
Instituição-sede: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57870-9 - Instituto de Sistemas Embarcados Críticos (ISEC), AP.TEM
Assunto(s):Sistemas distribuídos   Java

Resumo

A computação distribuída é impulsionada constantemente por avanços tecnológicos que oferecem novas soluções e novos serviços. No centro desta evolução há aspectos de software concorrente que norteiam o desenvolvimento de aplicações distribuídas. Apesar do uso intenso de processos concorrentes, observa-se uma grande carência de mecanismos e ferramentas de apoio para atividades de garantia de qualidade nesse contexto. O projeto interdisciplinar TestPar, em desenvolvimento no ICMC/USP, visa auxiliar a validação dessas aplicações e envolve pesquisadores da Engenharia de Software e de Sistemas Distribuídos. O TestPar investiga modelos e critérios de teste para fornecer uma medida de cobertura da atividade de teste no contexto de aplicações distribuídas. Este projeto de Iniciação Científica está inserido no contexto do projeto TestPar e tem por objetivo investigar a aplicação do modelo e critérios de teste em programas concorrentes já desenvolvidos para a linguagem Java. Atualmente apenas programas concorrentes desenvolvidos para MPI, PVM, PThreads e BPEL são considerados no projeto TestPar. As semânticas das primitivas de comunicação e sincronização em Java serão investigadas, considerando os paradigmas de passagem de mensagens e memória compartilhada. Os principais resultados esperados são: determinar se o modelo e os critérios propostos no projeto TestPar são flexíveis o suficiente para suportar processos concorrentes que utilizem ambos os paradigmas de comunicação e implementar os módulos da ferramenta de teste estrutural ValiPAR responsáveis pela instanciação desta para a linguagem Java.