Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos estruturais com a importina-a do organismo modelo Neurospora crassa

Processo: 11/22043-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Marcos Roberto de Mattos Fontes
Beneficiário:Natália Elisa Bernardes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57566-8 - O fungo filamentoso Neurospora crassa como um organismo modelo para a identificação e caracterização de novas proteínas/fatores de transcrição regulando o metabolismo de glicogênio, AP.TEM
Assunto(s):Cristalografia de proteínas   Proteínas   Cristalografia

Resumo

A via clássica de importação nuclear de proteínas, utilizando o complexo importina alfa/importina beta, é amplamente estudada como sendo uma das principais vias de transporte de macromoléculas. Nessa via, a importina-alfa atua na identificação das proteínas a serem transportadas ao núcleo a partir do reconhecimento de sequências de localização nuclear (NLS). Os primeiros estudos estruturais com a importina-alfa foram realizados com a isoforma presente em Sacaromiceaes cerevisiae. Posteriormente, estudos com a isoforma presente em camundongo, elucidaram o mecanismo de atuação aceito atualmente. Outras isoformas da importina-alfa foram encontradas e agrupadas em três grandes famílias Kap-alfa1, Kap-alfa2, e Kap-alfa3. O presente projeto visa o estudo da isoforma presente no organismo modelo Neurospora crassa, a fim de identificar as características tecido-específicas como preferências por diferentes NLS, diferentes padrões de expressão, demanda de proteínas específicas para importação. Para tanto, técnicas de expressão e purificação seguidas de análises estruturais através de experimentos de cristalografia serão empregados, assim como dicroísmo circular e espalhamento dinâmico de luz. Tais estudos serão conduzidos em colaboração com a Profª Maria Célia Bertolini do Instituto de Química da UNESP - campus de Araraquara. O projeto é diretamente relacionado com os projetos (SMOLBNET 2) - proc. 2010/51889-0 e o projeto temático proc. 08/57566-8.