Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos estruturais com a importina-± do fungo Neurospora crassa e peptídeos de sequências de localização nuclear (NLS) de proteínas relacionadas ao metabolismo de fungos

Processo: 14/10289-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 26 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcos Roberto de Mattos Fontes
Beneficiário:Natália Elisa Bernardes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/24705-3 - O fungo filamentoso Neurospora crassa como um organismo modelo para a caracterização funcional de proteínas/fatores de transcrição que regulam o metabolismo de carboidratos, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):15/17228-0 - Ensaios de importação nuclear com potenciais peptídeos NLS de fungos, BE.EP.DR
Assunto(s):Neurospora crassa   Cristalografia de proteínas   Carioferinas

Resumo

A comunicação entre o núcleo celular e o citoplasma acontece através de mecanismos de transporte que permitem a passagem de moléculas por poros presentes no envoltório nuclear. Dentre as vias de transporte conhecidas que viabilizam o transporte de macromoléculas para dentro ou fora do núcleo, através do reconhecimento de sequências de sinalização específicas, a chamada Via Clássica de Importação Nuclear é a mais bem caracterizada. Nessa via, a proteína Importina-± (Imp±) atua na identificação das proteínas a serem transportadas ao núcleo a partir do reconhecimento de sequências de localização nuclear (NLS). O fungo filamentoso Neurospora crassa é amplamente utilizado em estudos bioquímicos e de biologia molecular, desde o início do século XX. Os primeiros estudos de caracterização estrutural da Imp± de Neurospora crassa (Imp±Nc) bem como da sua estrutura cristalográfica mostraram a presença de regiões que podem estar relacionadas a especificidades da proteína no reconhecimento de NLSs. Foram reconhecidos NLSs em proteínas relacionadas ao metabolismo de glicogênio e resposta a variações de luz em fungos. O objetivo desse projeto é identificar as especificidades da proteína Imp±Nc através da caracterização da interação na proteína com NLSs específicos de fungos, além da comparação da funcionalidade desses NLSs na importação nuclear junto a Imp±Nc e Imp± de outros organismos. Iniciamente, serão analisadas as afinidades das interações da Imp±Nc junto a potenciais NLSs identificados. Em seguida, os complexos Imp±Nc/peptídeos NLS serão submetidos a experimentos de cristalização e os melhores cristais submetidos a difração de raios-X, coleta e processamento dos dados. Após etapas de modelagem e refinamento, as estruturas dos complexos serão elucidadas e analisadas. Paralelamente, serão realizados ensaios de importação nuclear in vitro para verificar a funcionalidades dos NLSs analisados na interação com a Imp±Nc e Imp± de outros organismos. O laboratório do Prof. Marcos R.M. Fontes, no Instituto de Biociências de Botucatu, conta com a infra-estrutura necessária para a realização de todos os experimentos descritos no projeto, exceto os ensaios funcionais que deverão ser realizados em colaboração com um grupo internacional. A candidata foi bolsista de iniciação científica pela Fapesp (proc.: 2011/22043-8) e, atualmente é bolsista de mestrado (proc.: 2012/16371-5). O presento projeto está vinculado a Projeto Temático recentemente aprovado (proc. 2013/24705-3). (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BERNARDES, Natália Elisa. Estudos estruturais com a importina-α do fungo Neurospora crassa e peptídeos de sequências de localização nuclear (NLS) de proteínas relacionadas ao metabolismo de fungos. 2018. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.