Busca avançada
Ano de início
Entree

Transformação genética de citros com o fator de transcrição wrky17

Processo: 11/22452-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Raquel Luciana Boscariol Camargo
Beneficiário:Luiz Guilherme Bononi Fachini
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Citrus   Fatores de transcrição   Porta-enxertos   Estresse hídrico   Transformação genética

Resumo

O Brasil se destaca como grande produtor de citros, sendo que a região conhecida como Cinturão Citrícola Brasileiro produz 53% de todo suco de laranja do mundo. Esta região apresenta déficit hídrico acentuado, sendo que o plantio sem irrigação predominante só é possível devido ao uso do porta-enxerto limão Cravo, que apresenta excelente resposta a tal estresse abiótico. No entanto, com o aparecimento da morte súbita dos citros, tornou-se necessário a obtenção de porta-enxertos alternativos. Fatores de transcrição estão envolvidos em diversos processos biológicos e podem controlar a resposta das plantas a estresses variados. A partir da identificação e caracterização de um fator de transcrição da família WRKY (crWRKY17) no genoma de citros, mais especificamente em Citrus reshni, verificou-se que este está potencialmente envolvido na resposta a estresses abióticos. O presente trabalho visa obter plantas geneticamente modificadas de duas variedades de citros que superexpressem o gene crWRKY17. A superexpressão deste gene pode aumentar a tolerância à seca nestas plantas. A transformação genética será mediada por Agrobacterium tumefaciens EHA 105, contendo o vetor binário com o gene crWRKY17, além dos genes repórter uiad-A (Gus) e de seleção nptII. Segmentos de epicótilo de plântulas germinadas in vitro das variedades: Hamlin [Citrus sinensis (L). Osb.] e de citrumelo Swingle [Citrus paradisi Macfad. cv. Duncan X Poncirus trifoliata (L.) Raf.] serão inoculadas com a agrobactéria. Os explantes transformados serão selecionados in vitro e os brotos formados serão avaliados através do teste histoquímico de GUS e pela técnica de PCR, para confirmar a inserção do gene de interesse. As plantas transgênicas obtidas serão posteriormente aclimatizadas em casa de vegetação para futuros estudos de expressão gênica e de interação entre copa e porta-enxerto transgênicos.