Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização neuropatológica da amígdala e córtex temporal de pacientes com epilepsia do lobo temporal associada ou não a comorbidades psiquiátricas

Processo: 11/23691-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:João Pereira Leite
Beneficiário:Mariana Raquel Monteiro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Epilepsia   Epilepsia do lobo temporal   Tonsila do cerebelo   Lobo temporal

Resumo

A epilepsia do lobo temporal mesial (ELTM) é a forma mais comum de epilepsia focal na população adulta. Estruturas mesiais como hipocampo, amígdala e córtex temporal são as mais afetadas nesta síndrome. Estudos com tecido cerebral de pacientes com ELTM têm demonstrado alterações plásticas relacionadas às crises não apenas no hipocampo, mas também na amígdala e córtex temporal. Embora na ELTM o hipocampo seja o foco das crises, alterações na amígdala e córtex temporal podem ocorrer por estas estruturas estarem intimamente conectadas entre si. Comorbidades psiquiátricas surgem com maior frequência em pacientes com ELTM que na população em geral. Apesar de vários estudos demonstrarem que existe uma associação habitual entre epilepsia e comorbidades psiquiátricas, pouco se conhece a respeito dos mecanismos neuropatológicos que podem contribuir para manifestação ou manutenção dos sintomas psiquiátricos na ELTM. A amígdala é responsável por processos relacionados às emoções, tendo participação importante nos sintomas depressivos e nos sintomas positivos e negativos observados em pacientes com psicose. O córtex temporal é outra estrutura que está alterada em pacientes com ELTM e em pacientes psiquiátricos, como demonstrado por alguns estudos de neuroimagem. Devido a importâncias destas estruturas tanto para ELTM quanto para comorbidades psiquiátricas, e levando-se em conta a ausência de estudos na literatura sobre o papel da amígdala e córtex temporal na ELTM associada à comorbidades psiquiátricas, nosso trabalho pretende analisar alterações neuropatólogicas como perda neuronal, gliose, e alterações dendríticas e axonais nestas estruturas. Além disso, analisaremos a expressão das proteínas FMRP (do inglês fragile X mental retardation protein) e do receptor metabotrópico de glutamato tipo 5 (mGlur5), moléculas diretamente envolvidas em mecanismos de plasticidade neuronal, em amígdalas e córtices temporais de pacientes com ELTM associada ou não à comorbidades psiquiátricas e em tecidos controle advindos de necrópsias de pacientes sem histórico de epilepsia.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KANDRATAVICIUS, LUDMYLA; PEIXOTO-SANTOS, JOSE EDUARDO; MONTEIRO, MARIANA RAQUEL; SCANDIUZZI, RENATA CALDO; CARLOTTI, JR., CARLOS GILBERTO; ASSIRATI, JR., JOAO ALBERTO; HALLAK, JAIME EDUARDO; LEITE, JOAO PEREIRA. Mesial temporal lobe epilepsy with psychiatric comorbidities: a place for differential neuroinflammatory interplay. JOURNAL OF NEUROINFLAMMATION, v. 12, FEB 25 2015. Citações Web of Science: 16.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.