Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de estenoses coronarianas através da dinâmica computacional de fluidos e sua relação com a perfusão miocárdica sob estresse com adenosina pela tomografia computadorizada de 320 detectores

Processo: 12/03297-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 14 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Pesquisador responsável:Tiago Augusto Magalhães
Beneficiário:Tiago Augusto Magalhães
Anfitrião: João Augusto Costa Lima
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Johns Hopkins University (JHU), Estados Unidos  
Assunto(s):Isquemia miocárdica   Doença da artéria coronariana

Resumo

A Dinâmica Computacional de Fluídos (DCF) é a ciência que estuda que estuda o comportamento de fluídos e fenômenos relacionados utilizando equações matemáticas e simulações que governam estes processos. Recentemente, tornou-se possível a aplicação deste método no estudo da doença arterial coronariana (DAC) observada pela angiotomografia de coronárias (ACTC). Esta técnica vem sendo chamada de "FFR-CT", em referência ao método invasivo habitualmente utilizado durante o cateterismo cardíaco (CATE) para a avaliação de estenoses coronarianas (FFR - Fluxo Fracionado de Reserva). Objetivos: 1) Avaliar a performance diagnóstica do FFR-CT em comparação aos métodos já consagrados de avaliação da doença coronariana (CATE e cintilografia miocárdica - SPECT) através de uma análise combinada de estenose coronariana associada a defeito de perfusão miocárdica; 2) Correlacionar os resultados do FFR-CT com os achados da perfusão miocárdica pela tomografia computadorizada (PMTC). Métodos: 100 exames de ACTC e PMTC do estudo multicêntrico CORE 320 serão selecionados para realização da DCF e quantificação do FFR-CT, através de algoritmos computacionais dedicados. Vinte estudos serão comparados com o FFR tradicional (invasivo) para validação. Serão realizadas análises por vaso e por paciente, tendo como referência a combinação dos resultados do CATE e do SPECT, sendo que uma estenose >50% relacionada a um defeito perfusional em um mesmo território definem positividade para doença. Os valores do FFR-CT que definirão DAC obstrutiva serão considerados < 0,80. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.