Busca avançada
Ano de início
Entree

Codificação de Características Temporais e Espectrais de Estímulos Complexos na Via Auditiva em Nível de Tronco Encefálico

Processo: 11/23131-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Eliane Schochat
Beneficiário:Caroline Nunes Rocha-Muniz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Vias auditivas   Percepção auditiva   Neuroaudiologia   Potenciais evocados auditivos   Eletrofisiologia

Resumo

A fala é um sinal acústico complexo e sua percepção envolve processamento de variados tipos, como a analise auditiva periférica, extração automática das características do som nos núcleos do Tronco Encefálico, levando a classificação de palavras e fonemas. A representação e a percepção precisa da fala exigem muito do sistema nervoso auditivo, por meio da atividade sincrônica de amplas populações de neurônios da periferia até o córtex, o qual deve ser sensível a mudanças rápidas no espectro, a baixas relações sinal-ruído e a altas taxas de estimulação. Por causa da sua natureza comportamental independente, os testes eletrofisiológicos são ideais para avaliar as bases neurais da percepção de fala, sem a interferência da subjetividade da resposta comportamental. Uma vez que o potencial evocado auditivo de tronco encefálico (PEATE) com estimulo clique não demonstra diferença entre populações clinicas, a utilização de novos estímulos de diferentes complexidades, na avaliação dos PEATE, esta sendo encorajada pela literatura dos últimos anos, a fim de se aprimorar a investigação das vias auditivas em tronco encefálico e, ainda, de se estudar os processos cognitivos e sensoriais embutidos no desempenho comportamental, principalmente em populações clinicas. Desta forma, esta pesquisa tem como objetivo aprimorar os estudos de como as vias auditivas localizadas no tronco encefálico codificam as características temporais e espectrais de plosivas consoante-vogal /ga/, /da/ e /ba/ (estímulos de fala), em crianças em desenvolvimento típico, e posteriormente, compará-las a crianças com transtorno do processamento auditivo, distúrbio específico de linguagem e transtorno fonológico.