Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do transcriptoma de cepas de Mycobacterium tuberculosis após incubação com macrófagos ativados por vitamina A e D

Processo: 12/18933-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 15 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 14 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Mario Hiroyuki Hirata
Beneficiário:Joás Lucas da Silva
Supervisor no Exterior: Forest Rohwer
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : San Diego State University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/08645-5 - Estudo do transcriptoma de cepas de Mycobacterium Tuberculosis em células gigantes multinucleadas ativadas por Vitamina A e d utilizando sequenciamento total em alta perfomancede, BP.PD
Assunto(s):Expressão gênica   Mycobacterium tuberculosis   Tuberculose

Resumo

A capacidade de sobreviver em ambientes difíceis, incluindo o interior de macrófagos, tem sido descrita como umas das mais importantes habilidades do Mycobacterium tuberculosis. Embora importante, a expressão gênica do M. tuberculosis persistente ainda não está completamente elucidada. Neste projeto avaliaremos a expressão gênica global de micobactérias em contato com macrófagos gigantes multinucleados in vitro cultivados com suplemento de vitamina A e D. Células gigantes multinucleadas foram infectadas com micobactérias e analisadas por um período de 12 dias. As micobactérias foram isoladas das células eucariotas e o RNA total extraído. O sequenciamento está sendo realizado no sistema Ilumina HiScan de alta performance. Espera-se que os perfis da expressão gênica global do M. tuberculosis H37Rv e Beijing 272 forneçam novas informações sobre a biologia de micobactérias ajudando a entender como adaptações fisiológicas exigidas na persistência micobacteriana são variáveis entre diferentes cepas e como essas adaptações contribuem para o desenvolvimento da doença. Por fim, novos alvos moleculares para desenvolvimento de fármacos e novos genes envolvidos nesta fase serão evidenciados. (AU)