Busca avançada
Ano de início
Entree

Intencionalidade e pragmática em Wittgenstein

Processo: 12/16382-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Epistemologia
Pesquisador responsável:Marco Antonio Caron Ruffino
Beneficiário:Marcieli Eloisa Müller
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Significado   Ludwig Wittgenstein   Intencionalidade   Mente   Linguagem   Pragmática

Resumo

Este projeto tem como principal objetivo analisar o papel que a noção de intencionalidade desempenha no contexto da obra de Wittgenstein, tendo como fio condutor o problema da compreensão do conteúdo proposicional. De maneira geral, Wittgenstein argumenta contra a tese de que a compreensão de uma proposição seja redutível a um processo mental, no sentido de algo que se passa "dentro da cabeça" de alguém. A respeito desta questão, a tese defendida por Wittgenstein consiste em afirmar que nós operamos com proposições, e que estas são compreendidas na medida em que demonstramos habilidade em operá-las, isto é, sabemos como utilizá-las de acordo com certas regras. O ponto consiste em investigar em que medida essa aplicação de regras num contexto de uma pragmática exibiria ou pressuporia uma espécie de comportamento intencional, em detrimento de orientações "internalistas" (no sentido um processo psicológico privado). Nesse sentido, nossa principal orientação consiste em analisar se a ideia de "operar com proposições", como um meio para compreender seu conteúdo, nos oferece bons subsídios para uma abordagem pragmática da intencionalidade, de acordo com a qual o que é visado por meio de um estado intencional não é, primariamente, um objeto ou sua representação, mas uma operação, no sentido de uma função (jogo) a ser cumprida num determinado contexto sociolinguístico.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MÜLLER, Marcieli Eloisa. Intencionalidade : a possibilidade de um modelo pragmático. 2015. Dissertação de Mestrado.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.