Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de ejeções solares e seus correspondentes interplanetários utilizando observações conjuntas de detectores de raios cósmicos de superfície e coronógrafos

Processo: 12/05436-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Pesquisador responsável:Alisson Dal Lago
Beneficiário:Carlos Roberto Braga
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/02712-8 - Estudo de estruturas magnéticas interplanetárias utilizando observações de raios cósmicos da Rede Global de Detectores de Muons, BE.EP.DR
Assunto(s):Geofísica espacial   Raios cósmicos   Meio interplanetário   Clima espacial   Tempestades geomagnéticas

Resumo

Este projeto tem como objetivo estudar ejeções de massa coronais solares (CMEs) e seus correspondentes interplanetários (ICMEs) utilizando observações conjuntas de detectores de raios cósmicos de superfície e coronógrafos. Sabe-se que as CMEs estão entre as principais fontes de distúrbios geomagnéticos (Gosling et al. 1990, 1991), sendo tema central em pesquisas sobre o Clima Espacial. A combinação de detectores de raios cósmicos (múons) instalados na superfície terrestre permite determinar a sua distribuição tridimensional nas proximidades da Terra, bem como seu gradiente (Okazaki et al. 2008). Estudos preliminares comparando o gradiente e a densidade com modelos teóricos de distribuição de raios cósmicos no interior de estruturas interplanetárias oriundas das CMEs, tais como as nuvens magnéticas interplanetárias (Burlaga et al. 1981), demonstraram que pode-se determinar a sua orientação e geometria (Kuwabara et al. 2009). Por outro lado, as origens solares das nuvens magnéticas e demais distúrbios interplanetários, podem ser estudadas graça ao uso de coronógrafos, observando as Ejeções de Massa Coronais (CMEs). Bons exemplos de instrumentos para este tipo de observação são o coronógrafo LASCO (Large Angle and Spectrometric Coronagraph), a bordo do Satélite SOHO, e os imageadores heliosféricos do instrumento SECCHI (Sun Earth Connection and Heliospheric Investigator), a bordo das sondas STEREO. A utilização combinada destes instrumentos imageadores permite determinar a estrutura tridimensional das CMEs e seus parâmetros interplanetários. O presente projeto visa um melhor entendimento de estruturas interplanetárias, desde a coroa solar até o meio interplanetário nas proximidades da Terra.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ADHIKARI, BINOD; SAPKOTA, NIRAKAR; BARUWAL, PRASHRIT; CHAPAGAIN, NARAYAN P.; BRAGA, CARLOS ROBERTO. Impacts on Cosmic-Ray Intensity Observed During Geomagnetic Disturbances. SOLAR PHYSICS, v. 292, n. 10 OCT 2017. Citações Web of Science: 2.
BRAGA, CARLOS ROBERTO; DAL LAGO, ALISSON; ECHER, EZEQUIEL; STENBORG, GUILLERMO; SOUZA DE MENDONCA, RAFAEL RODRIGUES. Pseudo-automatic Determination of Coronal Mass Ejections' Kinematics in 3D. ASTROPHYSICAL JOURNAL, v. 842, n. 2 JUN 20 2017. Citações Web of Science: 2.
KOZAI, M.; MUNAKATA, K.; KATO, C.; KUWABARA, T.; ROCKENBACH, M.; DAL LAGO, A.; SCHUCH, N. J.; BRAGA, C. R.; MENDONCA, R. R. S.; AL JASSAR, H. K.; SHARMA, M. M.; DULDIG, M. L.; HUMBLE, J. E.; EVENSON, P.; SABBAH, I.; TOKUMARU, M. AVERAGE SPATIAL DISTRIBUTION OF COSMIC RAYS BEHIND THE INTERPLANETARY SHOCK-GLOBAL MUON DETECTOR NETWORK OBSERVATIONS. ASTROPHYSICAL JOURNAL, v. 825, n. 2 JUL 10 2016. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.