Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito analgésico do laser em baixa intensidade em pacientes com pulpite aguda: estudo randomizado, duplo-cego

Processo: 12/21670-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Carlos de Paula Eduardo
Beneficiário:Lárissa Marcondes Paladini de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Endodontia   Inflamação   Analgesia   Laser de baixa intensidade   Estudos randomizados

Resumo

Ansiedade, dor e desconforto são situações de grande estresse no cotidiano da prática odontológica e, em especial, na prática endodôntica. Diversos estudos concluíram que a terapia com laser em baixa intensidade mostrou-se eficaz no tratamento da dor. Entretanto, a maioria relata a utilização do laser no tratamento da dor crônica, poucos estudos mostram sua aplicação em dores agudas e nenhum avaliou o efeito analgésico do laser na dor aguda resultante da inflamação pulpar. Visto que o tecido conjuntivo da polpa apresenta a característica peculiar de estar cercado por dentina, na pulpite aguda, a reação inflamatória se manifesta com maior complicação. Além disso, devido ao processo inflamatório instalado, o pH do meio se acidifica e o agente anestésico nem sempre consegue promover completa analgesia. Assim sendo, o presente estudo tem o objetivo de avaliar se a terapia prévia com laser em baixa intensidade, através de seu efeito analgésico, pode promover um maior conforto especificamente para esse tipo de paciente. 60 pacientes com dor proveniente de pulpite aguda serão selecionados para esse estudo (randomizado e duplo cego) e divididos em 4 grupos (n=15): Grupo 1 - Controle; Grupo 2 - Laser 1 (780nm; 40mW; 0,16J/ponto; 2 pontos de irradiação); Grupo 3 - Laser 2 (780nm; 40mW; 1,6J/ponto; 2 pontos de irradiação); Grupo 4- Placebo. A dor será avaliada através de escala visual analógica (VAS) em 4 tempos distintos: dor antes, imediatamente após e 15 minutos após a irradiação com o laser e durante o tratamento endodontico convencional ( T0, T1, T2 e T3). Os dados obtidos entre os diferentes grupos e tempos serão comparados estatisticamente, sendo que o teste estatístico escolhido dependerá da normalidade dos dados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RAMALHO, KAREN MULLER; PALADINI DE SOUZA, LARISSA MARCONDES; TORTAMANO, ISABEL PEIXOTO; ADDE, CARLOS ALBERTO; ROCHA, RODNEY GARCIA; EDUARDO, CARLOS DE PAULA. A randomized placebo-blind study of the effect of low power laser on pain caused by irreversible pulpitis. Lasers in Medical Science, v. 31, n. 9, p. 1899-1905, DEC 2016. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.