Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do reparo ósseo em defeitos ósseos críticos criados em calvária de ratos preenchidos com Bio-Oss® ou Bio-Oss® Collagen®

Processo: 13/06805-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Pesquisador responsável:Ana Paula Farnezi Bassi
Beneficiário:Francisco Marques de Melo Netto
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Defeitos ósseos   Reparo ósseo   Bio-Oss   Biomateriais   Modelos animais

Resumo

Um fator limitante para a colocação dos implantes osseointegráveis é a falta de osso nos rebordos alveolares, e geralmente ocorre em pacientes que sofreram traumatismos dentoalveolares, extrações dentárias traumáticas, ausência dentária congênita, ou com outras patologias que envolvam maxila e mandíbula. O volume ósseo inadequado compromete a estabilidade primária. Os defeitos ósseos extensos podem demandar uma grande de tecido ósseo autógeno para seu preenchimento, aumentando a morbidade do procedimento. A tendência atual é desenvolver e utilizar biomateriais que acelerem ou, ao menos, permitam o reparo normal e completo do defeito ósseo, diminuindo a taxa de insucesso pós-operatória. Bio-Oss® é um substituto ósseo obtido a partir da parte mineral do osso bovino, o qual favorece a proliferação de vasos sanguíneos e a migração de células ósseas através do sistema de sua ampla malha de poros interconectantes, e pode estar ou não acrescido de colágeno para melhorar suas propriedades osteocondutoras. Sendo assim, a proposta deste projeto será avaliar por meio da análise histométrica o potencial osteocondutor de osso bovino liofilizado (Bio-Oss®) e osso liofilizado acrescido de 10% de colágeno (Bio-Oss Collagen®) no processo de reparo de defeitos ósseos críticos em calvária de ratos, aos 7, 30 e 60 dias. Para tanto, 30 ratos, machos, adultos serão divididos em dois grupos (n=5 por grupo), eutanasiados em três momentos do experimento, aos 7, 30 e 60 dias após a cirurgia. Em cada animal será realizado um defeito ósseo crítico na calvária (7 mm) com trefina, sendo o Grupo Bio-Oss - n=15, em que o defeito ósseo crítico será preenchido Bio-Oss com coágulo e o Grupo Bio-Oss collagen - n=15, o defeito ósseo será preenchido com osso liofilizado acrescido de colágeno. Será avaliada a área de tecido ósseo presente na região central dos defeitos ósseos. Os dados obtidos nas análises serão transformados em valores absolutos, de pixels, para valores porcentuais relativos, de modo a minimizar a interferência da diferença do tamanho do negativo das lâminas coradas em hematoxilina e eosina (HE). Para a comparação entre os valores médios obtidos nos diferentes grupos e períodos experimentais, será realizado o teste ANOVA. Será adotado como nível de significância p < 0,05. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MACIEL, JUCELEIA; CORREA MOMESSO, GUSTAVO ANTONIO; RAMALHO-FERREIRA, GABRIEL; CONSOLARO, RENATA BIANCO; PERRI DE CARVALHO, PAULO SERGIO; FAVERANI, LEONARDO PEREZ; FARNEZI BASSI, ANA PAULA. Bone Healing Evaluation in Critical-Size Defects Treated With Xenogenous Bone Plus Porcine Collagen. IMPLANT DENTISTRY, v. 26, n. 2, p. 296-302, APR 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.