Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um programa de formação em desenvolvimento cognitivo para profissionais da educação infantil: o modelo de resposta à intervenção

Processo: 13/18358-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Convênio/Acordo: Fundação Maria Cecília Souto Vidigal
Pesquisador responsável:Orlando Francisco Amodeo Bueno
Beneficiário:Daniele Pereira de Souza
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/51585-6 - Desenvolvimento de um programa de formação em desenvolvimento cognitivo para profissionais da educação infantil: o modelo de resposta a intervenção, AP.R
Assunto(s):Aprendizagem   Educação infantil   Formação de professores   Capacitação profissional   Desenvolvimento cognitivo   Neuropsicologia

Resumo

O presente estudo propõe o desenvolvimento de um Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo, com base neuropsicológica, para profissionais da Educação Infantil na cidade de São Paulo, utilizando o modelo da Resposta à Intervenção (RTI) como fundamentação teórica e prática. Serão realizados 2 estudos em fases sucessivas, sendo que no estudo 1 será desenvolvido um Programa de Formação em Desenvolvimento Cognitivo. Participarão desse estudo 100 professores da educação infantil do município de São Paulo (50 de creches e 50 de EMEIs). Serão realizados 10 encontros (aulas teóricas, debates) com temas relativos à necessidade formativa do profissional da educação infantil acerca do desenvolvimento cognitivo, os quais serão semanais e com duração de 4 horas. O estudo 2 implementará o modelo K- RTI (do ingles Response to Intervention) que é a promoção da reestruturação didática das aulas, com vistas a novas práticas pedagógicas, embasadas cientificamente. Assim haverá a reestruturação das atividades pedagógicas a fim de estimular os processos de desenvolvimento cognitivo da criança, principalmente aqueles relacionados à alfabetização. Participarão desse estudo 10 profissionais de EMEIs e 10 de Creches num total de 20 professores. A aplicação do Modelo K-RTI em sala de aula ocorrerá durante três vezes por semana, com duração média de 20 a 30 minutos por dia, ao longo de 16 semanas. Os resultados do presente estudo podem mostrar um modelo adequado de formação de profissionais da educação infantil que tem como foco o desenvolvimento cognitivo da criança e a relação com os processos de aprendizagem.Palavras-chave: neuropsicologia do desenvolvimento, aprendizagem, prevenção, formação (AU)