Busca avançada
Ano de início
Entree

Expansão de células estromais humanas derivadas da matriz do cordão umbilical em biorreatores em condições livres de soro e xenoantígenos

Processo: 13/23599-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Kamilla Swiech Antonietto
Beneficiário:Amanda Mizukami Martins
Supervisor no Exterior: Cláudia Lobato da Silva
Instituição-sede: Hemocentro de Ribeirão Preto. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (HCMRP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Lisboa, Portugal  
Vinculado à bolsa:12/23228-4 - Expansão in vitro de células estromais mesenquimais e caracterização do secretoma: aplicações terapêuticas e biotecnológicas, BP.DR
Assunto(s):Terapia baseada em transplante de células e tecidos   Células estromais   Reatores biológicos

Resumo

As células estromais mesenquimais (MSCs) se tornaram de grande interesse para a terapia celular devido ao seu potencial de se diferenciar e reconstituir tecidos especializados. Podem ser isoladas de diversos tecidos, porém a matriz cordão umbilical (MCU) representa uma fonte promissora de MSCs para aplicações clínicas, pois o cordão umbilical é habitualmente descartado e a sua coleta é não-invasiva. Entretanto, o número de MSCs isoladas a partir de uma única unidade de cordão umbilical é limitado e a necessidade de expansão é essencial para alcançar o número de células adequado para uma aplicação terapêutica. A expansão de células utilizando a tecnologia de biorreatores oferece as ferramentas adequadas para desenvolver e otimizar um sistema de cultivo a baixo custo, com monitoramento e controle dos parâmetros de cultivo, para a expansão das MSCs humanas de forma rápida, segura e eficaz. Além disso, a utilização de reagentes com composições indefinidas e componentes derivados de animais, tais como soro fetal bovino (SFB), introduzem no meio de cultura altas concentrações de proteínas que podem ser alergênicas/imunogênicas e aumentam o risco de contaminação comprometendo a utilização das MSCs para fins terapêuticos. Dessa forma, apesar de amplamente utilizados para suplementar os meios de cultura, tais componentes devem ser substituídos por meios livres de soro e de xenoantígenos. Nesse contexto, o principal objetivo do trabalho é estabelecer um bioprocesso de expansão de MSCs derivadas do cordão umbilical em biorreatores sob condições de cultivo livres de soro e xenoantígenos, eficiente tanto em termos de crescimento quanto de recuperação celular. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MIZUKAMI, AMANDA; PEREIRA CHILIMA, TANIA D.; ORELLANA, MARISTELA D.; ABREU NETO, MARIO; COVAS, DIMAS T.; FARID, SUZANNE S.; SWIECH, KAMILLA. Technologies for large-scale umbilical cord-derived MSC expansion: Experimental performance and cost of goods analysis. Biochemical Engineering Journal, v. 135, p. 36-48, JUL 15 2018. Citações Web of Science: 10.
MIZUKAMI, AMANDA; FERNANDES-PLATZGUMMER, ANA; CARMELO, JOANA G.; SWIECH, KAMILLA; COVAS, DIMAS T.; CABRAL, JOAQUIM M. S.; DA SILVA, CLAUDIA L. Stirred tank bioreactor culture combined with serum-/xenogeneic-free culture medium enables an efficient expansion of umbilical cord-derived mesenchymal stem/stromal cells. Biotechnology Journal, v. 11, n. 8, p. 1048-1059, AUG 2016. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.