Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da resposta imune adaptativa na inflamação do hipotálamo na obesidade

Processo: 13/25415-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Licio Augusto Velloso
Beneficiário:Bruna Bombassaro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07607-8 - CMPO - Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas, AP.CEPID
Assunto(s):Hipotálamo   Linfócitos   Obesidade

Resumo

Obesidade é hoje o principal fator de risco para uma série de doenças, entre elas a síndrome metabólica e doenças cardiovasculares, que incluem o diabetes, a aterosclerose e a hipertensão. A ativação de um processo inflamatório subclínico no hipotálamo tem se mostrado ser o evento desencadeador dos distúrbios associados ao ganho de peso, como a resistência à insulina. A ativação do processo inflamatório característico da obesidade decorre da complexa associação de fatores genéticos e ambientais. O consumo de dietas ricas em ácidos graxos saturados é certamente um dos mais importantes fatores ambientais, levando à inflamação através da ativação de receptores TLR4 e estresse de retículo endoplasmático. A participação do sistema imune inato nessa inflamação hipotalâmica tem sido extensivamente estudada. No entanto, o papel da imunidade adaptativa no curso da obesidade é ainda desconhecido. Em doenças neurodegenerativas, a inflamação do sistema nervoso central é responsável pela atração e ativação de linfócitos T, sendo este evento concomitante ao início da patologia. Estudos demonstram que a administração intracerebroventricular de moléculas pró-inflamatórias, como o TNF-±, promovem a atração e entrada de linfócitos no hipotálamo. Tendo em vista a importância do sistema imune na gênese dos distúrbios associados à obesidade, este estudo tem por objetivo avaliar a participação dos linfócitos na fisiopatologia do hipotálamo de modelos animais de obesidade. Através de ensaios de imunohistoquímica, Real Time - PCR e Western Blot, analisaremos o conteúdo de células do sistema imune adaptativo em um time-course da obesidade, alimentando os animais com diferentes tempo de dieta hiperlipídica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.