Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de diferentes níveis de concentrado, tipos de carboidratos não fibrosos e digestibilidade da fibra sobre o ecossistema ruminal

Processo: 13/22811-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Luis Felipe Prada e Silva
Beneficiário:Johnny Maciel de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bovinocultura de corte   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Fermentação ruminal

Resumo

A geração de conhecimentos sobre a biodiversidade de microrganismos ruminais, assim como o comportamento de tais populações microbianas em diferentes situações de manejo alimentar, permitem o aumento da utilização de alimentos de forma efetiva, otimizando a fermentação e consequentemente a digestão da dieta. Concomitantemente, o conhecimento detalhado sobre a microbiota ruminal, assim como os diferentes fatores que à afeta diretamente, representa um potencial incremento à produtividade da pecuária de corte. Objetiva-se com o presente estudo caracterizar as mudanças na população bacteriana ruminal, ocasionadas pelo aumento de concentrado na dieta, utilização de diferentes fontes de Carboidratos não Fibrosos (CNF) e volumosos com diferentes digestibilidades da fibra, determinando a quantidade relativa de bactérias amilolíticas, celulolíticas e fermentadoras de ácido lático. Para tanto, foram coletadas amostras de líquido ruminal, para posterior quantificação relativa de bactérias celulolíticas, amilolíticas e consumidoras de lactato, oriundas de quatro projetos de pesquisa conduzidos no Laboratório de Pesquisa em Gado de Corte do Departamento de Nutrição e Produção Animal - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia presente na Universidade de São Paulo campus Pirassununga-SP. Três microrganismos ruminais importantes para a degradação da celulose (Fibrobacter succinogenes, Ruminococcus albus e Ruminococcus flavefaciens), dois microrganismos importantes na degradação de amido e na produção de ácido lático (Streptococcus bovis e Ruminobacter amylophilus), e um microrganismo utilizador de lactato e produtor de ácido propiônico (Megasphaera elsdenii) serão quantificados através da técnica de Reação em Cadeia da Polimerase em tempo real (RT-PCR) para determinação do efeito da mudança do ambiente ruminal sobre a população de microrganismos. Será feita uma quantificação relativa destas bactérias em relação ao total de bactérias presentes na amostra de conteúdo ruminal. Os dados serão analisados em um delineamento em Quadrado Latino utilizando-se o procedimento MIXED do SAS versão 9.2. O modelo incluirá efeitos fixos de tratamento e suas interações, e os efeitos aleatórios de quadrado, animal e períodos. Os graus de liberdade e testes serão ajustados usando a opção Kenward-Roger. Significância será declarada à Pd0,05.Os dados serão analisados separadamente para cada experimento descrito. Os efeitos da fibra e teor de concentrado, que se repetem em três experimentos, serão analisados em conjunto, incluindo no modelo o efeito aleatório de experimento.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE SOUZA, JOHNNY MACIEL; DE SOUSA, DANNYLO OLIVEIRA; DE MESQUITA, BRUNO SOUZA; MESQUITA, LIGIA GARCIA; PRADA SILVA, LUIS FELIPE. Effect of sugarcane fiber digestibility, conservation method and concentrate level on the ruminal ecosystem of beef cattle. AMB EXPRESS, v. 7, MAR 6 2017. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SOUZA, Johnny Maciel de. Efeitos de diferentes níveis de concentrado, tipos de carboidratos não fibrosos e digestibilidade da fibra sobre o ecossistema ruminal. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Pirassununga.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.