Busca avançada
Ano de início
Entree

A crise do poder público em Regino de Prüm e Raúl Glaber (séculos IX-XI)

Processo: 14/02365-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcelo Cândido da Silva
Beneficiário:Bruna Giovana Bengozi
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Idade Média   Crise política   Poder público   Crônica literária   Historiadores

Resumo

O período entre os séculos IX e XI foi, por muito tempo, compreendido pela historiografia à luz dos terrores do Ano Mil. De acordo com vários historiadores, entre eles Jules Michelet e Georges Duby, defensores das ideias de anarquia feudal, mutação feudal ou revolução feudal, o mundo cristão ocidental pós-carolíngio teria sofrido importantes traumas em decorrência de súbitas transformações mentais, sociais e políticas, causadas pelos horrores milenaristas e escatológicos. Tal mutação feudal, marcada pela violência e ascensão dos poderes locais, seria decorrente do declínio do Império Carolíngio e da consequente crise e fragmentação do poder público entre os séculos IX e XI. As interpretações sobre o Ano Mil lançaram uma representação anárquica da Idade Média, caracterizada pela irracionalidade mental e ausência de formas políticas, em contraponto à racionalidade política do Estado moderno. Entretanto, nas últimas décadas, diversos historiadores anti-mutacionistas refutaram alguns dos pressupostos da crise do Ano Mil. Desta forma, o objetivo desta pesquisa é analisar duas crônicas universais, a crônica, de Regino de Prüm, escrita entre 900 e 908, e as histórias, de Raul Glaber, compostas entre 1016 e 1047. Buscar-se-á situar tais fontes nos debates historiográficos sobre o Ano Mil e, a partir das mesmas, discutir se as mudanças ocorridas nesse período podem ser suficientes para caracterizar uma crise política, que levou ao colapso do poder público, ou se tais alterações se referem a uma renovação dos poderes entre os séculos IX e XI. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BENGOZI, Bruna Giovana. A \'crise\' do poder público em Regino de Prüm e Raul Glaber (séculos IX-XI). 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.