Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do silenciamento da CA12 e da ativação da do NF-kB, via TNFa, em células tronco de glioblastoma

Processo: 14/08899-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Scrideli
Beneficiário:Silvia Aparecida Teixeira
Supervisor no Exterior: Mariano S. Viapiano
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/05957-6 - Efeitos da inibição de anidrases carbônicas 9 e 12 pelo E7070 in vivo e in vitro: Implicações na progressão e na terapêutica dos glioblastomas, BP.PD
Assunto(s):Glioblastoma   Oncologia

Resumo

O tratamento dos glioblastomas (GBM) representa um grande desafio na clinica médica uma vez que estes tumores cerebrais são altamente agressivos e resistentes à radioterapia e a quimioterapia, e a recorrência é praticamente inevitável. O prognóstico desfavorável dos pacientes com GBM é, em parte, devido à presença de população heterogenea de células tronco presentes no glioblastoma (GSCs) que são caracterizadas por comportamento invasivo e resistência à apoptose. A hipóxia, uma característica predominante no microambiente do GBM, está associada com o crescimento do tumor. Células de GBM expressam anidrases carbônicas ligadas à membrana (CAs), uma família de enzimas que regulam diversos processos fisiológicos e patológicos. Estas enzimas têm sido associadas à regulação da acidez do microambiente tumoral e pode ser particularmente relevante para compreender os mecanismos que contribuem para os processos de invasão e propagação das células tronco tumoral em gliomas. Em particular, a expressão de CA12 em GSCs pode promover a sobrevivência e a proliferação das células cancerosas disseminadas em um ambiente hipóxico. Devido a estas caracteristicas, nossa presente proposta será investigar os mecanismos de CA12 que podem estar favorecer à progressão dos glioma. Na primeira fase da pesquisa, realizada no Brasil, avaliamos os efeitos da inibição CA9 e CA12 com indisulam in vivo e in vitro. Os nossos resultados indicaram que o indisulam promoveu, in vitro, redução significativa da proliferação celular e aumento da apoptose e, in vivo, redução do volume do tumoral e aumentou o efeito do quimioterapico padrão, a temozolomida. Para a segunda etapa da pesquisa, propomos determinar o potencial de correlação da expressão CA12 com o subtipo molecular de glioblastoma e estudar, em modelo xenográfico, os efeitos do CA12 knockdown no crescimento de GSC, na quimioresistência, na invasão e na angiogênese. Acreditamos que nossos resultados poderão contribuir significativamente para um melhor entendimento dos mecanismos de ação da anidrase carbônica no microambiente do glioma, favorecendo a novas abordagens terapêuticas. (AU)