Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de biodiesel a partir de microalgas via transesterificação in situ em condições supercritas

Processo: 14/10064-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Rubens Maciel Filho
Beneficiário:Luisa Fernanda Rios Pinto
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/20630-4 - Desenvolvimento integrado de biorrefinaria e planta de bioetanol de cana-de-açúcar com emissão zero de CO2: rotas para converter recursos renováveis em bioprodutos e bioeletricidade, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):15/19935-5 - Estudo do tratamento de águas residuais para produção de bioenergia usando microalgas, BE.EP.PD
Assunto(s):Microalgas   Biodiesel

Resumo

Na atualidade, o desenvolvimento de diversos combustíveis e fontes de energia nomeadas renováveis, que sejam capazes de manter ou superar a efetividade dos hidrocarbonetos fósseis, estão sendo pesquisadas. O biodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis, que pode ser produzido a partir de gorduras animais, óleos vegetais e atualmente da biomassa das microalgas. As microalgas surgem como uma oportunidade, devido a uma série de vantagens, como por exemplo, altas taxas fotossintetizantes, alta produção de biomassa e um crescimento mais rápido, se comparado com outras fontes de óleo para a produção de lipídios, mas ainda os processos atualmente pesquisados, não são economicamente viáveis. Dois processos que influenciam nos custos da produção de biodiesel a partir da biomassa das microalgas, são o processo de extração dos lipídios e a transesterificação deles. Estes processos requerem altas quantidades de solventes e longos tempos de processo. A reação de transesterificação, geralmente se faz via catálise ácida, precisando retirar o catalisador do produto, o que requer processos de purificação de elevado custo. É por isto, que neste projeto se propõe o estudo do processo de extração e transesterificação em condições supercríticas da biomassa gerada pelo crescimento das microalgas Chorella vulgaris e Desmodesmus sp. em fotobioreator. O processo de transesterificação em condições supercríticas apresenta vantagens com a transesterificação catalisada, já que este processo é muito mais seletivo, obtendo maiores conversões em tempos de reações significantemente menores, facilidade na separação dos subprodutos e por tanto um produto mais limpo, já que não usa catalisador. Um diferencial importante neste novo processo é a não necessidade de lavagem para remoção do catalisador ou de sub-produtos formados evitando o consumo de água. É proposta deste Projeto integrar estes dois processos e realizar uma extração e transesterificação in situ em condições supercríticas, usando CO2 e etanol, com o fim de diminuir o custo de produção.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA, G. F.; RIOS PINTO, L. F.; MACIEL FILHO, R.; FREGOLENTE, L. V. A review on lipid production from microalgae: Association between cultivation using waste streams and fatty acid profiles. RENEWABLE & SUSTAINABLE ENERGY REVIEWS, v. 109, p. 448-466, JUL 2019. Citações Web of Science: 0.
RIOS, L. F.; MARTINEZ, A.; KLEIN, B. C.; WOLF MACIEL, M. R.; MACIEL FILHO, R. Comparison of Growth and Lipid Accumulation at Three Different Growth Regimes with Desmodesmus sp.. WASTE AND BIOMASS VALORIZATION, v. 9, n. 3, p. 421-427, MAR 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.