Busca avançada
Ano de início
Entree

Migração de trabalhadores para o corte da cana-de-açúcar no Pontal do Paranapanema (SP), no início do século XXI

Processo: 14/09452-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Antonio Thomaz Júnior
Beneficiário:Fredi dos Santos Bento
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/23959-9 - Mapeamento e análise do território do agrohidronegócio canavieiro no Pontal do Paranapanema - São Paulo - Brasil: relações de trabalho, conflitos e formas de uso da terra e da água, e a saúde ambiental, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Migração humana   Trabalhador migrante   Território   Pontal do Paranapanema (SP)

Resumo

Nessa viragem do século XXI, percebe-se avanço cada vez mais voraz do capital sobre o trabalho, imerso em ambientes refeitos pela reestruturação produtiva. Esse processo expressa no território o conteúdo historicamente determinado das formas de dominação sobre os trabalhadores, sendo, pois, uma desta, a precarização que se dá por meio da migração de trabalhadores, diante de poucas alternativas de sobrevivência, tanto nos núcleos urbanos como rurais do Nordeste e Norte de Minas Gerais para o Pontal do Paranapanema, em busca de melhores oportunidades. A expansão recente do agrohidronegócio canavieiro no Pontal do Paranapanema se percebe com clareza, de um lado, mediante a ampliação vertiginosa das áreas de plantio de cana-de-açúcar, como também pelo aumento do número de trabalhadores migrantes, sobretudo a partir de 2005, e que a partir de 2012, expressa diminuição acentuada. Assim, nos propomos compreender a dinâmica migratória dos trabalhadores para os municípios de Martinópolis, Caiabu e Narandiba, o que nos permitirá compreender faces das contradições capital x trabalho no Pontal do Paranapanema (SP) sendo, pois, o trabalhador migrante a peça central dessa engrenagem que move o agrohidronegócio canavieiro agroexportador. (AU)