Busca avançada
Ano de início
Entree

Ultraestrutura do espermatozóide de espécies de medusas (Scyphozoa e Cubozoa, Medusozoa, Cnidaria) do litoral brasileiro

Processo: 14/08785-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:André Carrara Morandini
Beneficiário:Gisele Rodrigues Tiseo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50242-5 - Dimensões da vida marinha: padrões e processos de diversificação em cnidários planctônicos e bentônicos, AP.BTA.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):15/15527-0 - Ultraestrutura do espermatozoide de espécies de medusas (Scyphozoa e Cubozoa, Medusozoa, Cnidaria) da costa leste australiana e comparação com espécies brasileiras, BE.EP.MS
Assunto(s):Espermatozoides   Morfologia (anatomia)   Cnidários   Medusozoa   Medusas   Cifozoários   Cubomedusas   Brasil

Resumo

A filogenia entre os diferentes grupos de Cnidaria permanece indefinida, uma vez que não há um consenso de quais são as relações entre as diferentes classes e ordens que compõem o filo. A espermiotaxonomia vem sendo utilizada como critério filogenético em diversos grupos de Metazoa. Para Cnidaria são poucos os trabalhos descrevendo a morfologia do espermatozoide em nível de microscopia de luz e de microscopia eletrônica de transmissão. Deste modo, o presente projeto visa descrever a morfologia geral e ultraestrutural dos espermatozoides dos Rhizostomeae Lychnorhiza lucerna e Cassiopea sp., do Semaeostomeae Chrysaora lactea (Scyphozoa), do Carybdeidae Tamoya haplonema e do Chirodropidae Chiropsalmus quadrumanus (Cubozoa). Adicionalmente serão enumerados os caracteres de cada uma das espécies, evidenciando possíveis sinapomorfias de cada grupo. Para a microscopia de contraste de fase diferencial será feito um esfregaço da gônada com 5 ml de glutaraldeído 2,5% ou água do mar do local de coleta, sendo posteriormente tomados 100 µl da solução, as quais serão recolhidas em lâmina e recobertas por lamínula, para posterior observação no microscópio. Fragmentos do testículo serão fixados em solução Karnovsky modificado (glutaraldeído 2,5% e 0,08% de paraformaldeído em tampão cacodilato de sódio 0,1 M (pH 7,4). Em seguida as amostras serão processadas de acordo com protocolo de microscopia eletrônica transmissão. A descrição das características gerais e ultraestruturais dos espermatozoides será baseada na presença e ausência de determinados caracteres já descritos em espermatozoides de Scyphozoa e Cubozoa. Adicionalmente esses caracteres serão avaliados de forma a verificar a sua adequação nas hipóteses concorrentes de relações entre os grupos Scyphozoa e Cubozoa. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TISEO, Gisele Rodrigues. Conformação gonadal, caracterização histoquímica e ultraestrutural da gônada masculina e espermatozoides em espécies de águas-vivas (Cubozoa e Scyphozoa, Medusozoa, Cnidaria). 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.