Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da população de monócitos e macrófagos na presença de citocinas, seus inibidores e microambientes: em busca de uma nova terapia angiogênica

Processo: 14/11028-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Sang Won Han
Beneficiário:Vívian Yochiko Samoto
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Macrófagos   Citocinas   Monócitos   Terapia genética

Resumo

A reparação do músculo esquelético isquêmico e lesado é um processo complexo que consiste de inflamação, regeneração da miofibra e angiogênese. Poucas horas após a injúria muscular verifica-se o aparecimento de células polimorfonucleares, seguido de monócitos e macrófagos, que são responsáveis pela remoção de restos celulares necróticos e produção de fatores solúveis para a promoção da angiogênese e regeneração. Existem duas grandes populações de monócitos e macrófagos que diferem na expressão de proteínas de superfície e na sua função. Recentemente vários estudos têm demonstrado a importância destas células na reparação muscular, principalmente pela ação da população pró-resolutiva de macrófagos (M2). Neste projeto pretendemos desvendar quais populações de monócitos e macrófagos são recrutados por diferentes citocinas e verificar se o microambiente inflamado é capaz de alterar o perfil da população de macrófagos. Resultados deste trabalho poderão mostrar novas vias de interferência gênica para promover angiogênese e reparação tecidual mais eficiente com menos fibrose. (AU)