Busca avançada
Ano de início
Entree

Polímeros biomiméticos nanomagnéticos com acesso restrito (RAMIP magnéticos) obtidos por síntese semicovalente e não covalente visando aplicação em imunossensores e imunoensaios

Processo: 15/04367-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Maria Del Pilar Taboada Sotomayor
Beneficiário:Rafael Rovatti Pupin
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/07250-0 - Polímero magnético molecularmente impresso com biotina para isolamento e detecção de biomoléculas biotiniladas com dispositivos magnéticos e fluxo lateral, BE.EP.MS
Assunto(s):Biotina   Vitaminas   Polímeros (materiais)

Resumo

As vitaminas são moléculas orgânicas necessárias para o funcionamento adequado do organismo. Dentre as muitas vitaminas existentes, a biotina (ou vitamina B7) chama atenção porque, além de suas funções como cofator enzimático em diversas rotas metabólicas, ela tem elevada afinidade pela avidina/estreptavidina (Ka = 1015); uma das maiores encontradas na natureza. A biotina pode ser acoplada a diferentes tipos de moléculas e, ainda assim, ser reconhecida pela avidina, devido à alta constante de afinidade entre elas. Assim, essa interação proporciona excelente aumento na sensibilidade de análises; o que leva ao desenvolvimento de biossensores e métodos analíticos para determinação de biotina e diferentes compostos biotinilados. O uso de materiais biológicos como anticorpos, proteínas ou enzimas em biossensores se torna muitas vezes dispendioso e pouco estável em condições adversas a estes. Uma ideia interessante e viável é a modificação de materiais que possam mimetizar as interações biológicas de reconhecimento; o que vem sendo feito com sucesso pelos polímeros com impressão molecular (MIP). A elevada estabilidade dos polímeros permite que eles sejam modificados sobre diferentes materiais; como nanopartículas magnéticas, aumentando o desempenho de reconhecimento do MIP e, ademais, facilitando a separação do material da solução pela aplicação de um campo magnético externo. Além disso, ainda é possível funcionalizar a superfície do polímero com grupos funcionais de maneira que ele realize exclusão de moléculas de alto peso molecular, tais como proteínas; tornando-se um material de acesso restrito (Restricted Access Media - RAM). Assim, o presente projeto visa desenvolver sistemas de análise seletiva através de polímeros molecularmente impressos imobilizados, pelo processo core-shell, sobre nanopartículas magnéticas e modificados com grupos hidrofílicos para criar um acesso restrito, formando um RAMIP magnético (Restricted Access Molecularly Imprinted Polymer) para análise de biotina. Para isso, o polímero será sintetizado por diferentes vias (semicovalente ou não covalente) e para obter a superfície hidrofílica será modificado com gliceroldimetacrilato (GDMA) e/ou hidroximetilmetacrilato (HEMA). Após adequadamente caracterizado e com os parâmetros maximizados (como eficiência de retenção e seletividade), o polímero que apresentar melhores resultados será aplicado em dispositivo de fluxo lateral (Lateral Flow Analysis), que depois de otimizado será avaliado em amostras de sangue e urina contendo biotina, visando posterior aplicação na determinação de moléculas biológicas biotiniladas, nesse tipo de amostras. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PUPIN, Rafael Rovatti. Polímeros biomiméticos nanomagnéticos com acesso restrito (RAMIP magnéticos) obtidos por síntese semicovalente e não covalente visando aplicação em imunossensores e imunoensaios. 2017. 145 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Química..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.