Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução de modos do desenvolvimento em ascídias coloniais

Processo: 15/22650-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Convênio/Acordo: ANR
Pesquisador responsável:Federico David Brown Almeida
Beneficiário:Arianna Stefania Gutierrez Osorio
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/50164-5 - Células-tronco, brotação e a evolução da colonialidade em ascídias, AP.JP
Assunto(s):Células-tronco   Brotação   Tunicata

Resumo

Durante a propagação assexuada em ascídias coloniais, os tecidos da parte circunscrita de um zooide adulto contêm o repertório inteiro de células necessárias para formar um novo zooide. Poucas hipóteses têm sido propostas para explicar o aparecimento de novos tipos de células durante a brotação: a) uma fonte de células pluripotentes / tronco multipotentes que são passados para o broto, a auto-renovação e diferenciação em um novo zooide; b) trans / de-diferenciação de células somáticas adultas pré-existentes/ epitélios, que se tornam pluripotentes/multipotentes e, em seguida, re-diferenciação no novo zooide; e c) uma combinação destes processos. Para este estudo foram selecionadas espécies que adotam diferentes métodos de brotamento propagativo e regenerativo: Botryllus schlosseri é capaz de brotamento palleal (propagação) e brotação vascular (regeneração), Polyandrocarpa zorritensis propaga via vasos modificados (semelhante a um brotamento stolonial), e Symplegma brakenhielmi principalmente por brotamento vascular. Vamos adotar uma abordagem morfológica e molecular para descrever detalhes anatômicos e do desenvolvimento de processos associados a determinados modos de brotamento em cada espécie. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GUTIERREZ, STEFANIA; BROWN, FEDERICO D. Vascular budding in Symplegma brakenhielmi and the evolution of coloniality in styelid ascidians. Developmental Biology, v. 423, n. 2, p. 152-169, MAR 15 2017. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.