Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção e compreensão de nomes nus genéricos singulares no português brasileiro infantil

Processo: 16/00849-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Psicolinguística
Pesquisador responsável:Elaine Bicudo Grolla
Beneficiário:Raíssa Silva Santana
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Semântica   Aquisição da linguagem

Resumo

Este projeto dedica-se a verificar as ocorrências de produção de nomes nus genéricos singulares no Português Brasileiro Infantil, além de estudar qual a interpretação que as crianças em processo de aquisição de língua materna atribuem a esses nomes. Durante a aplicação do experimento, a criança interagirá com um fantoche, participando de um jogo em que ela ensinará para ele o nome de objetos em Português Brasileiro. Os resultados do experimento visam à contribuição com a literatura sobre os nominais nus do Português Brasileiro, uma vez que há controvérsias na literatura sobre a denotação do nome nu singular. Esta controvérsia diz respeito à possibilidade de o singular nu denotar espécie. Para alguns autores (Munn & Schmitt 1999, 2005; Pires de Oliveira et al 2010) o nominal pode denotar espécie, no entanto, para outros(Muller 2000, 2002, 2003), o nominal possui uma estrutura semântica similar à do singular indefinido. Em concordância com os autores que defendem a possibilidade de o nome nu singular denotar espécie, o projeto em questão tem como objetivo verificar as possíveis diferenças entre a produção e a interpretação destes nominais por falantes adultos e crianças em processo de aquisição do Português Brasileiro e verificar se, para ambos os grupos, nomes nus (singulares e plurais) genéricos fazem referência à espécie. (AU)