Busca avançada
Ano de início
Entree

Teste de condições limite do processo de síntese de zeólita a partir de finos de portos de areia

Processo: 16/02659-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Fabio Ramos Dias de Andrade
Beneficiário:Elton Barbosa Gomes
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mineralogia   Zeolitas   Hidróxido de sódio   Alteração hidrotermal   Fatores físicos e químicos   Solubilização   Síntese

Resumo

Os materiais decantados em lagoas de finos de portos de areia são um abundante passivo ambiental, que mesmo inerte, ocupam grandes volumes e necessitam de cuidados constantes. A produção nacional de areia aumentou muito nos últimos anos e a necessidade de dar um destino mais adequado a estes rejeitos vem sendo aumentado. A síntese de zeólita é feita a partir da fusão alcalina com hidróxido de sódio a 600 °C do material fino das lagoas de portos de areia, seguido de solubilização em água e precipitação de zeólita durante um período de cura a 65 °C (Yogi, 2015). Apesar de dar destino a um passivo ambiental, o uso de hidróxido de sódio gera efluentes perigosos que não podem ser lançados no meio ambiente sem serem neutralizados, além disso, este processo necessita de temperaturas em torno de 600 °C, o que o torno oneroso em larga escala. O objetivo deste projeto é testar condições mais brandas possíveis dos parâmetros físicos e químicos na síntese hidrotermal da zeólita, como menores proporções de hidróxido de sódio e menores temperaturas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)