Busca avançada
Ano de início
Entree

Formigas como bioindicadoras em cana-de-açúcar: sistema de plantio muda-pré-brotada (MPB) versus cana-soca com vinhaça

Processo: 16/02676-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Maria Santina de Castro Morini
Beneficiário:Otávio Guilherme Morais da Silva
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Campus da Sede Mogi das Cruzes. Mogi das Cruzes , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50197-2 - Ação de produtos empregados no cultivo da cana-de-açúcar sobre organismos não alvos, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Vinhaça   Inseticidas   Formicidae

Resumo

O Brasil é um país tipicamente agrícola e a cana-de-açúcar uma das principais culturas. Este agronegócio possui um importante papel no cenário socioeconômico nacional e mundial fazendo com que ocorra uma constante procura de técnicas que agreguem os conceitos de sustentabilidade em toda a cadeia produtiva. Mas, os insumos químicos ainda têm sido aplicados de maneira crescente para o controle de ervas daninhas e insetos. Por outro lado, novas técnicas de cultivo são desenvolvidas para que a produção como um todo diminua as perdas e, com isso, contribua com o meio ambiente. Dentre estas, tem-se a aplicação de vinhaça, cuja influência sobre a fauna edáfica é pauta de discussão. E a partir de 2013, o uso do sistema de muda-pré-brotada de cana-de-açúcar que foi desenvolvido para contribuir com a produção rápida de mudas, associando elevado padrão de fitossanidade, vigor e uniformidade de plantio. Neste sistema não se usa vinhaça. Como se trata de uma técnica ainda pouco empregada, não se tem informações sobre as comunidades de formigas que forrageiam nestes cultivares. Assim, a proposta deste trabalho é avaliar as comunidades destes insetos bioindicadores. Além disso, apresentar os primeiros resultados em campo sobre estas comunidades quando não ocorre a aplicação de fipronil e sem aplicação de vinhaça em sistema MPB. Espera-se que este projeto contribua para a tomada de decisão para o controle de pragas de solo, com técnicas que apresentem baixo impacto ambiental e que, sobretudo, não causem redução de atividades ecológicas importantes como se discute atualmente em relação à fertirrigação com vinhaça.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)