Busca avançada
Ano de início
Entree

Marcadores genéticos virais e do hospedeiro que podem influenciar o curso da infecção pelo HIV-1 e da coinfecção HIV-1/HTLV-1 e HIV-1/HTLV-2

Processo: 16/13187-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 24 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunogenética
Pesquisador responsável:Adele Caterino de Araújo
Beneficiário:Luiza Gabriela Barros
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/03654-0 - Marcadores genéticos virais e do hospedeiro que podem influenciar o curso da infecção pelo HIV-1 e da coinfecção HIV-1/HTLV-1 e HIV-1/HTLV-2, AP.R
Assunto(s):Polimorfismo de um único nucleotídeo   Biologia molecular   Vírus linfotrópico T tipo 1 humano   Coinfecção   HIV-1   Citocinas   Receptores de quimiocinas

Resumo

Os vírus linfotrópicos de células T humanas (HTLV-1, HTLV-2 e HIV-1) compartilham as mesmas vias de transmissão e tem potencial patogênico distinto. O HTLV-1 é responsável pela leucemia/linfoma de células T do adulto (ATL) e pela paraparesia espástica tropical/mielopatia associada ao HTLV-1 (TSP/HAM), já o HTLV-2 não está associado a um tipo particular de doença, embora algumas manifestações clínicas semelhantes à TSP/HAM tenham sido descritas. Já o HIV-1 é o responsável pela pandemia mundial de AIDS. Estes vírus podem infectar o mesmo indivíduo e a coinfecção pode tanto acelerar como retardar o desenvolvimento de doenças a eles relacionadas. Sabe-se que a coinfecção HIV-1/HTLV-1 pode acelerar o desenvolvimento da AIDS enquanto a coinfecção HIV/HTLV-2 pode prorrogar o surgimento da AIDS. Vários fatores genéticos dos vírus e do hospedeiro podem estar envolvidos na progressão destas infecções para doença. No presente projeto, pretende-se determinar a frequência de determinados marcadores genéticos de valor prognóstico na infecção HIV-1 e na coinfecção HIV-1/HTLV-1 e HIV-1/HTLV-2. Serão pesquisados: tropismo de HIV-1 (R5 e X4), deleção no gene que codifica o correceptor de HIV-1 CCR5 (D32), mutação no receptor CCR2-V64I e no ligante natural do receptor CXCR4 (SDF-1-3'A), além de polimorfismos de nucleotídeos únicos (SNPs) nos genes que codificam as citocinas da resposta imune inata IL28B e IL17A e o perfil de citocinas Th1/Th2/Th17 e de quimiocinas. Ainda, serão investigadas partículas virais defectivas de HTLV-1 e HTLV-2, genótipos de proteínas transativadoras de HTLV-1 e HTLV-2 (Tax1 e Tax2) e determinada carga proviral (CPV) de HTLV-1 e HTLV-2. Os resultados obtidos poderão auxiliar no futuro no melhor acompanhamento e tratamento aos pacientes. (AU)