Busca avançada
Ano de início
Entree

Biodiversidade e funcionamento de um ecossistema costeiro subtropcal: subsídios para gestão integrada

Processo: 16/09087-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Antonia Cecília Zacagnini Amaral
Beneficiário:Angelica Spagiari de Godoy
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50317-5 - Biodiversidade e funcionamento de um ecossistema costeiro subtropical: subsídios para gestão integrada, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Biodiversidade   Ecossistemas costeiros   Sustentabilidade   Coleta de dados   Análise de dados

Resumo

A região costeira vem sofrendo pressões de diferentes origens, tipos e magnitudes que comprometem serviços ambientais e levam a perda de qualidade de vida da população que depende direta ou indiretamente de seus recursos. O gerenciamento costeiro tem como meta integrar interesses econômicos, sociais e ambientais e buscar a sustentabilidade desta região. Entretanto, a tomada de decisão recai sobre a necessidade de um entendimento amplo e ao mesmo tempo profundo do sistema a ser manejado, como preconiza a Agenda 21, integração de conhecimento inexistente na costa brasileira. Neste sentido este projeto tem como objetivo realizar uma pesquisa efetivamente integrada e orientada por esta demanda para entender como uma região costeira funciona em termos sistêmicos, considerando processos físicos, biológicos e sociais, como circulação, transporte de sedimentos, interações tróficas, fluxos de matéria e energia, produção e dinâmica pesqueira, entre outros temas. Adicionalmente, este estudo irá caracterizar os serviços ambientais prestados por este ambiente, incluindo os econômicos e não econômicos bem como os diretos e indiretos, com destaque para aqueles derivados da biodiversidade marinha, e avaliar a importância socioeconômica da região. Por fim, pretende elaborar, participativamente, propostas de ação visando a sustentabilidade da região. Como estratégia de execução este projeto considerará a baía do Araçá como modelo de estudo que poderá ser transposto para outras regiões. A obtenção e a análise desses dados de forma simultânea, por tipo de habitat, permitirá investigar essa região sob uma ótica integrada, ou seja, as questões relacionadas com o estado atual da área e sua importância ecológica, social, econômica e política, permitindo um diálogo entre ciência e tomadores de decisão. A complexidade do tema demanda, portanto, que o projeto seja estruturado em módulos de estudo: 1- Sistema Planctônico; 2- Sistema Nectônico; 3- Sistema Bentônico; 4- Sistema Manguezal; 5- Hidrodinâmica; 6- Dinâmica Sedimentar; 7- Interações Tróficas; 8- Diagnóstico Pesqueiro; 9- Identificação e Valoração dos Serviços Ecossistêmicos; 10- Gestão Integrada; e 11- Modelagem Ecológica. Esta proposta constitui-se ainda em uma iniciativa de integração de diferentes áreas do conhecimento, pesquisadores e instituições de ensino e pesquisa, estratégica para formação de recursos humanos, produção de conhecimento e ampliação da competência do Estado de São Paulo para estudos em biodiversidade, conservação e gestão marinha