Busca avançada
Ano de início
Entree

Manchester Paulista? Formação de classe e lutas de trabalhadores e trabalhadoras têxteis em Sorocaba, 1890 - 1930

Processo: 15/26208-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Acordo de Cooperação: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Luigi Biondi
Beneficiário:Henrique Martines Herrera
Instituição Sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):História do trabalho   Movimento operário   Operários   Primeira República (1889-1930)   Sorocaba (SP)
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Classe operária | movimento operário | Primeira Republica | Sorocaba | História Social do Trabalho

Resumo

A presente pesquisa objetiva reconstituir e compreender a formação da classe operária na cidade de Sorocaba, a partir da perspectiva do campo de estudo da história social do trabalho. Para a realização desse intento adotamos como objeto de estudo os trabalhadores e trabalhadoras têxteis sorocabanos e buscamos identificar e analisar os condicionantes estruturais, as tensões conjunturais e as possibilidades de ação humana presentes no processo de formação de classe do operariado no município. Desde fins do século XIX, Sorocaba passou por um rápido processo de industrialização, com destaque para o setor têxtil, fato que permitiu aos contemporâneos, apelidarem a cidade de "Manchester Paulista", em comparação à cidade inglesa homônima. Neste contexto, a cidade passou a abrigar um grande número de operários, que protagonizaram uma série de mobilizações, lutando por melhores condições de vida e trabalho. A baliza temporal estabelecida tem princípio na década de 1890 abarcando o início da industrialização de Sorocaba e o processo de formação de uma classe trabalhadora urbana ligada ao setor têxtil, até o ano de 1930, marcado pelo fim da Primeira República e a chegada de Getúlio Vargas à frente do poder executivo brasileiro, momento que demarca uma importante mudança de padrões e ritmos na relação do Estado com a classe trabalhadora no Brasil. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)