Busca avançada
Ano de início
Entree

Manipular ou não, EIS a questão

Processo: 16/18987-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 10 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Teoria Econômica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:David Daniel Turchick Rubin
Beneficiário:Felipe Ricardo Durazzo
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/12285-0 - São as pesquisas eleitorais manipuladas?, BE.EP.MS
Assunto(s):Economia política

Resumo

A influência que os institutos de pesquisas eleitorais possuem no resultado das eleições é um tema de estudo da literatura econômica. Entretanto, de acordo com nosso conhecimento, os determinantes das decisões desses institutos de pesquisa não foram ainda estudados do ponto de vista econômico. Esse projeto de pesquisa estudará os incentivos que os institutos de pesquisa eleitoral possuem ao divulgarem suas pesquisas. Utilizando um modelo de votação custoso, em que há 2 candidatos exógenos disputando a eleição, fazemos a suposição de que o instituto de pesquisa possui uma informação a respeito de qual estado a natureza jogou (por exemplo, realizando uma pesquisa eleitoral), mas pode escolher reportar outra informação ao público. Se isso acontece, diremos que o instituto manipulou a pesquisa eleitoral. Uma preocupação comum das pessoas em relação aos institutos de pesquisa é a possibilidade de eles manipularem uma pesquisa eleitoral com o objetivo direto de beneficiar um determinado candidato. Esse projeto de pesquisa pode mostrar que os institutos possuem incentivo para manipular a pesquisa eleitoral mesmo na ausência de motivações ideológicas. Do ponto de vista social, não necessariamente uma pesquisa manipulada é ruim: resultados preliminares indicam que algum nível de manipulação pode inclusive aumentar o bem-estar esperado da população. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DURAZZO, Felipe Ricardo. Ganhos de bem-estar via manipulação de pesquisas eleitorais. 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.