Busca avançada
Ano de início
Entree

Compreensão conversacional e a teoria da mente: um estudo comparativo de crianças com e sem fissura labiopalatina

Processo: 17/05004-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Pesquisador responsável:Maria de Lourdes Merighi Tabaquim
Beneficiário:Caroline Zucari Paes
Instituição-sede: Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Crianças   Psicologia cognitiva   Fissura palatina   Linguagem   Cognição   Desenvolvimento da linguagem

Resumo

A teoria da mente, entendimento que as crianças elaboram acerca das intenções, desejos e crenças, permite predizer o comportamento e formular o entendimento do mundo social e do aprendizado. A compreensão dos aspectos sociocognitivos parece estar intimamente ligada à trajetória de desenvolvimento social e do ajustamento escolar. Tal constatação leva a indagar sobre como se daria a teoria da mente nas crianças que apresentam dificuldades na linguagem. A presente pesquisa objetiva investigar a relação entre aspectos de compreensão conversacional, envolvida na pragmática da linguagem, e a teoria da mente em crianças do ensino infantil, por meio da comparação entre as crianças com e sem fissura labiopalatina. Participarão do estudo 30 crianças de ambos os sexos, da idade de 3 a 5 anos, alunos do ensino infantil de escolas da rede municipal de ensino, compondo dois grupos, G1 (15) com fissura labiopalatina e G2 (15) sem fissura labiopalatina. As crianças de ambos os grupos serão avaliadas quanto ao desempenho em tarefas de compreensão conversacional e de teoria da mente. Os dados serão analisados descritivamente e submetidos ao estudo estatístico, com nível de significância d0,05 para que as diferenças sejam consideradas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.