Busca avançada
Ano de início
Entree

Intervenção fonoarticulatória em um grupo de estudantes com defasagem na leitura e escrita

Processo: 17/03874-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Andreia Osti
Beneficiário:Aline Gasparini Zacharias Carolino
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Leitura   Didática   Escrita   Alfabetização

Resumo

Ler e escrever são atos sociais imprescindíveis para o desenvolvimento pleno de todo e qualquer indivíduo. Contudo, há um crescente número de alunos pertencentes à rede pública de ensino, que apresentam dificuldades relacionadas ao processo de alfabetização. A partir dessa realidade, o presente projeto busca identificar junto a um grupo de estudantes que apresentam defasagens na leitura e escrita, quais são suas dificuldades e os erros mais comuns na escrita. Participarão 30 estudantes do primeiro ciclo do ensino fundamental de uma escola da rede municipal da cidade de Rio Claro - SP, que apresenta baixos índices nas avaliações em larga escala, sobretudo, em leitura e escrita. Metodologicamente serão aplicados instrumentos para avaliar as dificuldades na leitura e escrita em 30 estudantes e desses, 10 serão selecionados e divididos em dois grupos. O primeiro receberá intervenções pautadas no método fonoarticulatório, enquanto o segundo não receberá as mesmas intervenções. Será analisado junto aos dois grupos, se a intervenção fonoarticulatória promoveu melhora no desempenho geral em leitura e escrita desses estudantes, avaliando a velocidade na leitura, autonomia na escrita e entendimento de textos. Considera-se que esse estudo levará a identificação dos tipos de erros na escrita de estudantes do primeiro ciclo do fundamental e ao entendimento das possíveis contribuições da utilização da metodologia fonoarticulatória no trabalho pedagógico com crianças que apresentam defasagens no processo de alfabetização, bem como possibilitará analisar se o método efetivamente contribui para alteração no desempenho da leitura e escrita.