Busca avançada
Ano de início
Entree

Teste respiratório com uréia endógena e analisado por IRMS para detecção da infecção pelo Helicobacter pylori

Processo: 17/13021-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Nuclear
Pesquisador responsável:Vladimir Eliodoro Costa
Beneficiário:Ana Beatriz Marques Carlos
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Helicobacter pylori   Úlcera péptica   Ureia   Ácido cítrico   Física médica

Resumo

A infecção pelo Helicobacter pylori (H. pylori) deve estar presente em cerca de metade da população mundial e pode estar associada a úlceras pépticas, gastrite e câncer de estômago. Seu diagnóstico pode ser realizado por meio de métodos não invasivos como o teste respiratório com isótopos estáveis do carbono (13C-UBT). Recentemente, foi proposto um novo protocolo para o 13C-UBT sem a necessidade de usar a ureia marcada no 13C na solução ácida e sendo analisada a razão isotópica do sopro por espectroscopia de cavidade, mas este novo protocolo ainda não foi verificado pela análise do sopro por espectrometria de massa de razão isotópica (ABCA-IRMS), nem o mínimo de ácido cítrico necessário. Desta forma, o objetivo deste projeto é avaliar a detecção da infecção pelo H. pylori através do 13C-UBT com ureia endógena utilizando o ABCA-IRMS para análise do sopro de pacientes com e sem ulcera péptica, do setor de endoscopia do Hospital das Clínicas de Botucatu, e verificar a quantidade mínima de ácido cítrico, encapsulado e dissolvido, nos resultados do 13C com ureia endógena. Primeiramente, será avaliado o protocolo do novo método do 13C-UBT com ureia endógena em 90 pacientes infectados e não infectados pelo H. pylori com e sem úlcera. Posteriormente será realizado novamente o mesmo 13C-UBT com ureia endógena em outros 90 pacientes, porém agora com redução pela metade da quantidade de ácido cítrico e ingerido na forma de cápsula. Os resultados das análises do sopro em duplicatas serão transformados em médias para verificar a detecção da infecção pelo H. pylori; e depois serão comparados com a histopatologia padrão ouro, para obter sensibilidade e especificidade do 13C-UBT com ureia endógena. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARQUES CARLOS, ANA BEATRIZ; DE OLIVEIRA, CASSIO VIEIRA; MARCHESAN RODRIGUES, MARIA APARECIDA; COSTA, VLADIMIR ELIODORO. Is breath testing without C-13-labelled external urea able to detect Helicobacter pylori infection?. ANALYTICAL AND BIOANALYTICAL CHEMISTRY, v. 411, n. 22, p. 5641-5645, SEP 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.