Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação sensorial qualitativa em pacientes com pulpite irreversível: um estudo caso controle

Processo: 17/18471-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Leonardo Rigoldi Bonjardim
Beneficiário:Paulo Roberto Jara de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru, SP, Brasil
Assunto(s):Pulpite   Anestesia local   Fotografia em odontologia   Análise sensorial   Gengiva   Saúde bucal

Resumo

Os principais objetivos desse estudo são estabelecer características sensoriais intra e extraorais em pacientes com o diagnóstico clínico de pulpite irreversível e comparar esses achados com participantes saudáveis. A amostra será constituída de 35 pacientes com pulpite irreversível (grupo caso) e 35 participantes saudáveis pareados por gênero e idade (grupo controle). As principais variáveis coletadas serão compostas de uma bateria simplificada de testes sensoriais qualitativos que serão realizados na região intraoral (gengiva) e nas saídas nervosas do infraorbitário ou mentual e que avaliam alterações de sensibilidade tátil, térmica e dolorosa, bem como de características psicossociais como nível de ansiedade e depressão, qualidade do sono, grau de catastrofização, qualidade de vida relacionada à saúde bucal e características multidimensionais da dor. No grupo caso os testes sensoriais serão medidos em dois momentos: a) avaliação inicial e b) após o bloqueio anestésico regional, enquanto que no grupo controle as avaliações serão feitas uma única vez. O teste do Qui-Quadrado (X2) e o teste de McNemar serão computados para comparar as diferenças nas proporções de anormalidades sensoriais entre os grupos e antes e após a anestesia no grupo caso (alfa=5%). (AU)