Busca avançada
Ano de início
Entree

Fósforo em latossolos sob corretivos de acidez do solo, fontes de fósforo e plantas de cobertura

Processo: 17/10332-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 04 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Dirceu Maximino Fernandes
Beneficiário:Luís Miguel Zittlau Pereira Brison
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Fertilidade do solo   Fósforo   Cobertura do solo   Milho   Feijão   Casa de vegetação

Resumo

O fósforo é um dos principais fatores limitantes ao crescimento e produção de culturas agrícolas em solos de regiões tropicais e subtropicais. Considerando-se que após a silicatagem, plantas de cobertura com alta relação C/N podem proporcionar sincronismo de decomposição dos resíduos e liberação de P para as culturas em sucessão, objetiva-se com este estudo investigar em dois tipos de solos, a disponibilidade de P para a cultura do milho sob palhada de milheto e feijão de porco, em condições de casa de vegetação. O estudo será conduzido sob túnel plástico, em vasos com capacidade para até 10L, em dois experimentos, um utilizando Latossolo Vermelho distroférrico e o outro, Latossolo Vermelho distrófico. Os experimentos caracterizam-se como fatoriais 3x3, compostos por duas espécies de plantas de cobertura e o tratamento sem planta e três fontes de P, em quatro repetições, em delineamento blocos casualizados. Os solos permanecerão em incubação por 30 dias após o tratamento com escória (S) e calcário (C): 50% S + 50% C. Após a incubação, serão semeadas as plantas de cobertura, milheto (Pennisetum americanum) e feijão de porco (Canavalia ensiformis), além da testemunha (sem planta de cobertura), nos quais serão incorporadas as fontes de P: superfosfato triplo (SFT), fosfato reativo e fosfato precipitado (resíduo industrial), na dose de 300 mg dm-3; os demais nutrientes serão adicionados via solução nutritiva. As plantas de cobertura serão cultivadas até pré-florescimento, sendo cortadas e, em parte destinadas a avaliações e o restante recolocadas nos vasos como cobertura. Será então cultivado o milho sobre a palhada de milheto, de feijão de porco, e sem palhada, permanecendo até que se possa coletar as folhas diagnoses. Nas plantas de cobertura e no milho serão realizadas medidas morfológicas, como altura de planta e diâmetro do caule (colmo). Na palhada será determinado o acúmulo de P, massa fresca e massa de matéria seca. O solo será analisado quimicamente para fins de fertilidade. Os dados serão submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade de erro. (AU)