Busca avançada
Ano de início
Entree

Uma abordagem evolutiva para a descoberta de processos de negócio não estruturados com base em coevolução cooperativa e no modelo de ilha

Processo: 17/26491-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Marcelo Fantinato
Beneficiário:Marcelo Fantinato
Anfitrião: Hajo Alexander Reijers
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University Amsterdam (VU), Holanda  
Assunto(s):Algoritmos genéticos   Sistemas de informação

Resumo

A combinação de Gestão de Processos de Negócio (BPM - Business Process Management) com mineração de dados estabeleceu um novo campo de pesquisa - conhecido como mineração de processos. O objetivo da mineração de processos é extrair conhecimento sobre dados obtidos a partir do trabalho realizado em diferentes estágios do ciclo de vida de BPM. A mineração de processos busca melhorar os processos de negócio ao descobrir ligações entre variáveis e padrões comportamentais (ou não comportamentais). Os dados a serem extraídos são geralmente formados por registros de eventos produzidos pelos sistemas de informação usados pelas organizações. Embora já tenha havido uma evolução significativa em relação às técnicas específicas necessárias para a mineração de processos, elas ainda não são adequadas para processos não estruturados, que são de fato os mais frequentemente encontrados em organizações reais. O fluxo de execução dos processos não estruturados tem uma dependência causal fraca entre suas atividades, ou seja, esses fluxos dependem em grande parte de decisões ocasionais feitas por seus participantes, o que torna a execução das instâncias essencialmente diferentes umas das outras. Esse alto grau de comportamento irregular leva a uma complexidade considerável e representa um desafio para as técnicas atuais de mineração de processos. Alguns estudos buscaram o apoio de técnicas avançadas de mineração de dados para ajudar a lidar com esse tipo de cenário, incluindo o uso de algoritmos genéticos. No entanto, mesmo com a ajuda de algoritmos genéticos, o problema de como descobrir modelos de processos de negócio não estruturados ainda não foi resolvido satisfatoriamente. Este projeto adota duas estratégias avançadas: coevolução cooperativa e modelo de ilha. A coevolução cooperativa faz uma avaliação de aptidão subjetiva de indivíduos, determinando se eles funcionam juntos ou não; o modelo de ilha leva à evolução de subpopulações separadamente. Espera-se com este projeto que sejam encontradas melhores soluções para a descoberta de modelos de processos não estruturados.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.