Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um sistema de alimentação artificial de carrapatos para Rhipicephalus sp. para triagem de antígenos vacinais in vitro

Processo: 18/18395-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 30 de setembro de 2018
Vigência (Término): 07 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia
Pesquisador responsável:Beatriz Rossetti Ferreira
Beneficiário:Isabela Pazotti Daher
Supervisor no Exterior: Theo Schetters
Instituição-sede: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Local de pesquisa : Clinvet Research Innovation, África do Sul  
Vinculado à bolsa:17/26759-4 - Mapeamento de epitopos de antígenos salivares de carrapatos r. microplus empregando técnicas in silico e phage display visando o desenvolvimento de uma vacina multicomponente anti-carrapatos, BP.MS
Assunto(s):Controle de carrapatos   Vacinas   Epitopos   Carrapatos   Rhipicephalus   Alimentação artificial

Resumo

Carrapatos são artrópodes hematófagos que parasitam hospedeiros vertebrados e que transmitem doenças para os animais. O principal controle para esse parasita é realizado através da utilização de acaricidas. Entretanto o uso de acaricidas apresenta diversas desvantagens como contaminação do meio ambiente, de produtos animais e seleciona carrapatos resistentes. A formulação de vacinas anti-carrapatos surgem como uma maneira de controle sustentável. As vacinas anti-carrapato atualmente disponíveis contêm antígenos únicos, que induzem diferentes perfis de proteção, o que limita seu uso. Devido à complexidade da interação carrapato-hospedeiro, estudos sugerem que uma vacina eficiente pode precisar ser composta por mais de um antígeno (multicomponente), e vários estudos estão sendo realizados atualmente na pesquisa de antígenos salivares de carrapatos que podem ser usados como bons alvos de vacina. O projeto que fundamenta essa bolsa no Brasil (Bolsista de Mestrado FAPESP 2017/26759-4) tem como objetivo identificar epítopos conformacionais de células B em antígenos salivares de carrapatos utilizando phage display e avaliar sua atividade protetora anti-carrapato in vivo. Resultados prévios do nosso grupo de pesquisa indicam que há um número elevado de epítopos conformacionais presentes em alguns dos nossos antígenos candidatos selecionados, que poderiam estar relacionados à proteção contra carrapatos. Portanto, o próximo passo previsto neste projeto é validar a atividade protetora dessas sequências in vivo imunizando animais e desafiando com carrapatos. No entanto, o grande número de sequências de antígenos candidatos dificulta a realização desse processo de maneira eficiente, uma vez que precisaríamos de um grande número de animais para imunizar desafiar. Uma alternativa ao modelo in vivo de alimentação é a alimentação artificial de carrapatos. O sistema de alimentação de membrana pode ser usado para imitar o processo de alimentação natural e usa uma membrana sintética ou pele de animal através da qual os carrapatos se alimentam de uma fonte de sangue fornecida. Esta técnica não se limita aos carrapatos adultos, e também pode ser usada para alimentar carrapatos de fase larval, ajudando a rastrear os melhores antígenos para a vacina. Neste projeto, propomos aprender como construir o sistema de alimentação artificial de membrana para avaliar a eficácia dos soros dos animais que foram vacinados contra carrapatos. (AU)