Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do perfil inflamatório salivar de crianças pertencentes a famílias portadoras de periodontite agressiva

Processo: 18/12335-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Renato Corrêa Viana Casarin
Beneficiário:Larissa Bizarre
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde bucal   Periodontite agressiva   Perfil inflamatório   Resposta inflamatória   Citocinas   Saliva   Técnicas imunoenzimáticas   Análise estatística de dados

Resumo

A periodontite agressiva é uma doença relativamente rara, de progressão rápida e que acomete adolescentes e adultos jovens, causa rápida perda vertical do osso alveolar de suporte, resultando no aparecimento de bolsas infra ósseas geralmente profundas. A etiologia está relacionada com um grupo de bactérias de alta virulência além de comprometimento genético em certas famílias com a doença periodontal agressiva, aumentando a ocorrência da doença em descendentes de indivíduos afetados. Estudos envolvendo filhos de indivíduos com PAG foram realizados e identificaram alterações clínicas e microbiológicas precoces nestes indivíduos sugerindo a presença de fatores que favoreceriam o desenvolvimento da doença. Logo, o presente trabalho tem como objetivo analisar o padrão inflamatório de salivas de crianças com periodontite agressiva generalizada e crianças com saúde periodontal, avaliando o padrão da resposta inflamatória dos filhos, com idades de 6 a 12 anos, de pais doentes com periodontite agressiva generalizada, comparando com os filhos de pais com saúde periodontal. A composição para as análises estatísticas será dividida em gênero e idade para a obtenção de grupos similares. Os dados da análise imunoenzimática serão comparados pelo teste de Shapiro-Wilk para verificação da normalidade dos dados. Se constatada a normalidade dos dados, a comparação dos níveis de citocinas entre os grupos será realizada através do teste t-Student. Se não houver normalidade dos dados o teste de Mann-Whitney será utilizado para comparar os níveis entre os dois grupos. Todos os testes serão realizados considerando um nível de significância de 5%.