Busca avançada
Ano de início
Entree

Pedogênese e geoquímica do ferro em tecnossolos construídos com rejeitos de mineração de calcário

Processo: 18/12108-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Tiago Osório Ferreira
Beneficiário:Douglas Mardegan Colodete
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Geoquímica   Intemperismo   Gênese do solo   Restauração ecológica   Ferro   Rejeitos de mineração   Mineralogia

Resumo

Tecnossolos são solos de constituição e estrutura complexas, em decorrência de sua gênese se proceder de materiais tecnogênicos (originados ou fortemente alterados por ação antrópica), denominados artefatos. Incluem-se nesta classe, principalmente, solos oriundos de resíduos industriais, urbanos e de mineração. Rejeitos de mineração são artefatos comuns dentre os Tecnossolos estudados na Europa, sendo utilizados na recuperação de cavas, onde são despejados e posteriormente revegetados. O ferro, elemento geralmente constituinte de diversos materiais de origem e comumente presente nos materiais formadores dos Tecnossolos, tem sua dinâmica condicionada nos solos por fatores físico, químico e biológico, sendo, portanto, considerados notáveis indicadores pedoambientais por pesquisadores e pedólogos clássicos. Todavia, o conhecimento associado a geoquímica deste elemento e de sua contribuição para melhor entendimento da evolução pedogenética de solos antropogênicos é muito deficiente, especialmente sob condições de clima tropical. Diante da situação apresentada, este projeto objetiva-se compreender a dinâmica do ferro na pedogênese incipiente dos Tecnossolos. Com a abertura de uma trincheira por área em estudo, os perfis serão descritos e classificados conforme a World Reference Base for Soil Resouce (WRB, FAO). Será procedida a amostragem de solo por horizonte dos respectivos perfis e também do solo rizosférico de plantas das culturas de cana-de-açúcar, eucalipto e pastagem. Em laboratório, serão conduzidas as análises de mineralogia dos óxidos de ferro por difratometria de raios-X e extração sequencial das formas de ferro. Os resultados obtidos nas análises contribuirão para o melhor entendimento da especiação geoquímica do ferro na fase sólida e, portanto, os processos pedogenéticos atuantes nestes solos.