Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção e avaliação de porta-enxertos de Swingle transformados com o gene rpfF de Xylella fastidiosa

Processo: 18/18551-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Alessandra Alves de Souza
Beneficiário:Isabella Valderano Santos
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/10957-0 - Interação Xylella fastidiosa-inseto vetor-planta hospedeira e abordagens para o controle da clorose variegada dos citros e cancro cítrico, AP.TEM
Assunto(s):Clorose variegada dos citros   Cancro (doença de planta)   Xylella fastidiosa   Xanthomonas citri   Percepção de Quorum   Porta-enxertos   Virulência

Resumo

A produção de citros é um setor econômico do Brasil de grande importância para o mercado externo, apresentando expressiva participação nas exportações de suco concentrado. Embora seja um mercado altamente competitivo, é severamente afetado por doenças fitossanitárias que significativamente aumentam o custo de produção. Dentre elas, a Clorose Variegada dos Citros (CVC), causada pela bactéria Xylella fastidiosa, destaca-se por afetar todas as variedades de laranja doce causando redução no tamanho dos frutos. O cancro cítrico, causado pela bactéria Xanthomonas citri subsp citri, é outra doença que afeta plantas desse gênero, também diminuindo a produtividade dos pomares, trazendo prejuízos ao citricultor. Esses fitopatógenos apresentam um cluster de genes chamado rpf (regulator of pathogenicity factors), que está envolvido na regulação de fatores de patogenicidade através de um mecanismo de comunicação intercelular denominado Quorum Sensing (QS). Utilizando uma abordagem de interferência na comunicação dos fitopatógenos ("pathogen confusion"), plantas superexpressando rpfF, responsável pela síntese de DSF (molécula responsável pelo QS de X. fastidiosa e X. citri) foram obtidas através de transformação genética. A virulência de ambas as bactérias foi significativamente reduzida nas plantas transgênicas. Essa abordagem vem apresentando resultados promissores em variedades de laranjas-doce transformadas, entretanto a aceitação de produtos transgênicos pelo público ainda é um desafio. Dessa maneira, a obtenção de porta enxertos produzindo DSF seria interessante para que a molécula pudesse ser translocada para copas não transgênicas, aumentando sua resistência contra X. fastidiosa e X. citri.