Busca avançada
Ano de início
Entree

Material particulado atmosférico de uma região impactada pela queima de biomassa: fontes e toxicidade

Processo: 18/17931-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Maria Lúcia Arruda de Moura Campos
Beneficiário:Caroline Scaramboni
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Química atmosférica   Material particulado   Toxicidade   Hepatócitos   Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos   Biomassa   Ribeirão Preto (SP)
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:células HepG2 | citotoxicidade | Etanol | Genotoxicidade | Hpa | levoglucosano | Química da atmosfera

Resumo

O Material Particulado (MP) atmosférico oriundo da queima de biomassa está associado com doenças respiratórias, cardiovasculares e até mesmo Câncer. Dentre os compostos orgânicos, os Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPAs) tem recebido especial atenção devido sua elevada toxicidade. O reteno, que não está incluso na lista dos 16 HPAs prioritários da US-EPA, apresentou um potencial efeito adverso às células de pulmão humanas, causando danos no DNA e morte celular. A concentração média desse HPA em regiões canavieiras foi cerca de 18 vezes maior do que no arco do desmatamento da Amazônia. Isso é preocupante, pois a região de Ribeirão Preto ainda é particularmente afetada pela queima de biomassa, em detrimento da eliminação gradual da queima da palha da cana-de-açúcar. O objetivo deste projeto é avaliar a toxicidade do MP de Ribeirão Preto por meio de ensaios in vitro, a fim de inferir sobre o atual impacto da queima de biomassa à saúde humana na região. O potencial genotóxico desse material e do reteno será avaliado utilizando células hepáticas HepG2, uma linhagem de células ainda pouco explorada nos estudos sobre a toxicidade do MP proveniente da queima de biomassa. As coletas de MP (1,0; 2,5 e 10 µm) serão realizadas nas estações seca e úmida, tanto no centro da cidade, como nas proximidades da zona rural, a fim de identificar as fontes veiculares e de queima de biomassa, levando em consideração as condições meteorológicas. O levoglucosano será utilizado como marcador de queima de biomassa, e todos os extratos do MP serão analisados por GC-MS. Apesar deste trabalho focar uma região canavieira do Brasil, os resultados aqui obtidos podem ser contextualizados tanto no contexto nacional - devido ao desmatamento ainda frequente no Brasil - como no contexto global, tendo em vista o aquecimento global e as queimadas de florestas cada vez mais recorrentes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SCARAMBONI, CAROLINE; CAMPOS, MARIA LUCIA ARRUDA MOURA; DORTA, DANIEL JUNQUEIRA; OLIVEIRA, DANIELLE PALMA DE; MEDEIROS, SILVIA REGINA BATISTUZZO DE; GALVA, MARCOS FELIPE DE OLIVEIRA; DREIJ, KRISTIAN. Reactive oxygen species-dependent transient induction of genotoxicity by retene in human liver HepG2 cells. TOXICOLOGY IN VITRO, v. 91, p. 9-pg., . (18/16554-9, 18/17931-0, 14/50945-4)
CARVALHO, JONATAS S.; FERRAZ, GABRIEL M.; BETIM, HUGO L. I.; DO NASCIMENTO, RITA DE KASSIA S.; SCARAMBONI, CAROLINE; URBAN, ROBERTA C.. What Can We Learn about Improvements in Air Quality During the COVID-19 Pandemic? A Case Study in Four Cities Located in the Same State but with Different Emission Profiles. Journal of the Brazilian Chemical Society, v. N/A, p. 14-pg., . (18/04820-6, 18/17931-0, 22/03087-9)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.