Busca avançada
Ano de início
Entree

URBESP: níveis, composição e identificação de fontes de MP10 e MP2.5 em São Paulo

Processo: 19/01316-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Convênio/Acordo: Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT)
Pesquisador responsável:Maria de Fátima Andrade
Beneficiário:Guilherme Martins Pereira
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/07848-9 - Perfis químicos e toxicológicos de fontes de matéria particulada em atmosfera urbana, AP.R
Assunto(s):Aerossóis   Poluição atmosférica

Resumo

A proposta deste projeto é criar um banco de dados detalhado da cidade de São Paulo para os níveis e composição do PM10 e PM2.5, seguindo um protocolo de amostragem de 1 ano (realizando campanhas anuais com coleta de PMx durante 24h cada 3 dias). O objetivo é caracterizar as semelhanças e heterogeneidades nas fontes de PM e contribuições na área metropolitana. No âmbito do projeto SOPRO, serão desenvolvidas as medições dos perfis das fontes.Uma vez identificadas as principais fontes de PM10 e PM2.5, o objetivo estratégico do projeto é testar e desenvolver medidas específicas para melhorar a qualidade do ar em São Paulo, visando atender aos padrões de qualidade do ar tendo como diretrizes os valores preconizados pela Organização Mundial da Saude (OMS).