Busca avançada
Ano de início
Entree

Fusão seletiva a laser de ligas a base de alumínio formadoras de fase quasicristalina

Processo: 19/03010-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Piter Gargarella
Beneficiário:Aylanna Priscila Marques de Araújo
Supervisor no Exterior: Volker Uhlenwinkel
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Leibniz-Institut für Werkstofforientierte Technologien (IWT), Alemanha  
Vinculado à bolsa:18/04209-5 - Correlação entre microestrutura e propriedades mecânicas de liga formadora de fase quasicristalina obtida por fusão seletiva a laser, BP.MS
Assunto(s):Impressão tridimensional

Resumo

Ligas formadoras de fases quasicristalinas à base de alumínio são materiais metaestáveis, que formam a fase quasicristalina (QC) em uma matriz de Al. A combinação entre a alta resistência das fases QC e a ductilidade da matriz de Al dá origem a um compósito com boas propriedades mecânicas. Estes compósitos exibem alta resistência mecânica e ao desgaste em altas temperaturas e por isso são promissores em aplicações em altas temperaturas como moldes, revestimentos e refrigeradores. Altas taxas de resfriamento são necessárias para que ocorra a precipitação da fase QC, que usualmente origina-se em amostras de pequeno volume sob a forma de fitas ou pós. As altas taxas de resfriamento (~10^3 K/s) impostas durante o processamento por manufatura aditiva (MA) a laser pode permitir a formação das fases QC em amostras de maiores volumes. O objetivo desse projeto de mestrado é investigar a possibilidade do uso dos processos de MA por Fusão Seletiva a Laser (FSL) para produção destes compósitos e investigar suas propriedades mecânicas. Contudo, o equipamento de FSL ainda não está disponível no DEMa/UFSCar. Sendo assim, o presente projeto BEPE FAPESP permitirá a estudante ter acesso ao equipamento de FSL disponível no Leibniz-Institut für Werkstofforientierte Technologien - IWT em Bremen e promoverá a mesma mais experiência com essa técnica de processamento. O IWT em Bremen além de ser um antigo parceiro do grupo de pesquisa do DEMa/UFSCar é também um grupo reconhecido na área de metalurgia do pó. A estudante ficará durante 4 (quatro) meses na Alemanha para preparar diferentes amostras por FSL, as quais serão completamente caracterizadas no DEMa/UFSCar após o retorno da estudante.