Busca avançada
Ano de início
Entree

Reprodutibilidade do teste de exercício cardiopulmonar em crianças e adolescentes saudáveis

Processo: 19/00422-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Simone Dal Corso
Beneficiário:Lincon Matheus Araujo Costa
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Reabilitação cardíaca   Crianças   Adolescentes   Teste de esforço   Reprodutibilidade de resultados   Análise transversal   Inquéritos e questionários

Resumo

O teste de exercício cardiopulmonar (TECP) é o padrão-ouro na avaliação das respostas cardiovasculares, de trocas gasosas e metabólicas ao esforço. No entanto, ainda não foi testado se este teste é reprodutível na população brasileira pediátrica. Objetivo: Testar a reprodutibilidade do TECP e secundariamente avaliar os fatores determinantes do consumo de oxigênio na população pediátrica. Método: Estudo transversal, em que serão incluídas 50 crianças e adolescentes, de ambos sexos, com idade de 6 a 18 anos, 11 meses e 29 dias, com espirometria normal e sem antecedentes de doenças cardiorrespiratórias, neuromusculares ou musculoesqueléticas. Serão excluídos voluntários com nascimento prematuro, com obesidade, doença respiratória aguda (infecção de vias aéreas superiores) nos últimos 30 dias, tabagistas e os que não forem capazes de compreender o teste. Após a anamnese, serão realizadas as seguintes avaliações: espirometria, aplicação dos questionários (estágio puberal e de atividade física), dois testes de exercício cardiopulmonar incremental em ciclo ergômetro com intervalo no mínimo de 72 horas. Resultados esperados: a avaliação da reprodutibilidade do TECP irá estabelecer a variabilidade das medidas obtidas pelo TECP na população infantil brasileira. Essa informação poderá ser utilizada em estudos futuros para auxiliar na interpretação dos dados do TECP após intervenções.