Busca avançada
Ano de início
Entree

Percepções, atitudes e práticas da população LGBTQ em relação à doação de sangue

Processo: 19/00556-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Edson Zangiacomi Martinez
Beneficiário:Guilherme Galdino
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):LGBT   Percepção   Atitudes   Doadores de sangue   Coleta de dados   Inquéritos e questionários   Regressão logística   Estudos transversais

Resumo

Restrições para a doação de sangue de homens que fazem sexo com homens (HSH), embora tenham passado por revisões em diversos países, são comumente interpretadas pela comunidade LGBT como discriminatórias e promotoras de atitudes homofóbicas, baseadas apenas na orientação sexual. Nenhum estudo brasileiro até o momento avaliou as percepções, atitudes e práticas da população LGBT em relação à doação de sangue e opiniões sobre as normativas vigentes na regulamentação dos serviços de hemoterapia no Brasil, o que nos motiva a investigar esse tema em nosso meio e trazer novos conhecimentos para a área que poderão ser úteis tanto para embasar discussões sobre o tema quanto para gerar hipóteses para futuros estudos. Objetivos: Avaliar as percepções, atitudes e práticas em relação a doação de sangue e normativas atualmente vigentes na regulamentação dos serviços de sangue entre membros da Comunidade LGBT. Métodos: Trata-se de um estudo transversal caracterizado como Open Web Survey. A coleta de dados será realizada em três grandes comunidades LGBT do Facebook por meio de um questionário eletrônico de autopreenchimento a ser disponibilizado através de link online, utilizando-se a ferramenta de captura eletrônica de dados REDCap. Os dados serão analisados por meio de modelos de regressão logística para o estudo da associação entre as variáveis (dependentes) (a) prática de doação (doador/não doador), (b) busca de testes em bancos de sangue (sim/não), e as variáveis independentes: faixa etária, estado civil, padrão de consumo de álcool e drogas, classe social, etc. As variáveis relativas às percepções e atitudes serão associadas por modelos de regressão logística ou modelos de regressão politômica.