Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução de traços complexos: o exemplo do hábito alimentar em Calliphoridae

Processo: 19/07285-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Tatiana Teixeira Torres
Beneficiário:Sophie Hokulani Véronique Jessica Tandonnet
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Miíase   Cochliomyia hominivorax   Genômica comparativa

Resumo

Este projeto tem como objetivo entender a evolução do parasitismo em moscas da família Calliphoridae, com representantes distribuídos mundialmente com status de praga. Os califorídeos formam uma família de moscas com hábitos alimentares diversos: necrofagia (alimentação das larvas por material em decomposição), parasitismo obrigatório (alimentação exclusiva das larvas por tecidos vivos) e parasitismo facultativo (estratégia generalista). Propomos estudar a evolução desses hábitos alimentares em diferentes níveis de complexidade: genoma, transcriptoma e fenótipo.Com dados genômicos e transcriptômicos para oito califorídeos e também para espécies próximas (e.g. mosca tsé-tsé), será realizada uma comparação global, focada em identificar quais genes, famílias e funções gênicas são importantes para os diferentes hábitos (e.g. taxa de evolução, regulação e expressão de genes, genes dieta-específicos).Numa abordagem complementar, propomos estudar a biologia de uma espécie parasita facultativa de grande interesse socioeconômico e sanitário, Lucilia cuprina. As larvas dessa espécie podem sobreviver numa dieta de tecido vivo (hábito parasita) ou de material em decomposição (hábito necrófago). Com a criação de linhagens de L. cuprina, selecionadas durante >10 gerações em meio parasita ou necrófago, propomos identificar os genes e polimorfismos necessários para a sobrevivência em cada dieta usando técnicas bioinformáticas (RNA-seq, DNA-seq) e edição de genes (CRISPR/Cas9). Ademais, documentaremos (pré- e pós-seleção) várias características relevantes da biologia das espécies (preferência de substrato, fecundidade, viabilidade, desenvolvimento).